A literatura de Ana Maria Machado em meio a descolonizacao do imaginario da mulher negra

Manuella Moura Miranda

Resumo


Pretendemos, na obra A princesa que escolhia (2012) e Menina bonita do laço de fita (1999), da escritora Ana Maria Machado, mostrar o processo de descolonização do imaginário acerca da identidade de gênero e da mulher negra. Recorreremos às teorias que analisam a enunciação discursiva e as teorias pós-coloniais e pós-feministas, que rasuram conceitos hegemônicos e dimensionando narrativas como efeito de realidade.

Palavras-chave: pós-colonial; pós-feminista; Ana Maria Machado.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.