GAROA, SAI DOS MEUS OLHOS! O CINEMA NA RENOVAÇÃO DO IMAGINÁRIO NEGRO

Edileuza Penha de Souza, Joana d’Arc Batista Herkenhoff

Resumo


Curta-metragem experimental KBELA (2016), de Yasmin Thayná, se reparte em múltiplas linguagens artísticas. Inspirado no filme “Alma no Olho” (1974), de Zózimo Bulbul, o filme trata de empoderamento e autoestima de mulheres negras, possibilitando pensar o cinema negro na contemporaneidade. Nesse sentido, propomos analisar o curta KBELA a partir do imaginário sobre o negro e a cultura africana e afro-brasileira, e também como dispositivo poderoso para o desencadeamento de reflexão sobre igualdade e desigualdade, identidade e diferença no contexto escolar.

Palavras-chave: Cinema; Educação; Cultura africana e afro-brasileira; cinema negro; 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.