Estudo sobre as representações da África entre alunos ingressantes no Ensino Médio no IFES

Flávia Cândida do Nascimento de Souza

Resumo


O presente artigo é resultado de uma pesquisa iniciada como requisito parcial para aprovação em uma das disciplinas do programa de mestrado em Ensino na Educação Básica do Centro Universitário Norte do Espírito Santo – Ceunes, da Universidade Federal do Espírito Santo – UFES. A proposta inicial era a realização de uma pesquisa sobre o senso comum na disciplina de história. Entretanto, a partir das discussões apresentadas por historiadores como Marc Bloch (BLOCH, 2001) e Roger Chartier (CHARTIER, 1990), defendemos que não existe oposição entre o conhecimento derivado do senso comum e o conhecimento científico. Existe sim uma relação dialética entre o conhecimento originário do senso comum e o conhecimento científico, através da qual o senso comum influencia a produção do conhecimento científico, uma vez que o lugar social determina as escolhas do historiador possibilitando o desenvolvimento de certas pesquisas enquanto proíbe outras (CERTEAU, 1982, p. 68 e 69).




Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.