Da azulejaria tradicional aos murais de Marian Rabello

Ciliani Celante, Marcela Belo Gonçalvez

Resumo


A proposta abordada pretende contribuir para o avanço das discussões sobre questões que envolvem as temáticas de análise sobre a problemática da técnica e linguagem na contemporaneidade. Temos como ponto de partida as obras da muralista capixaba Marian Rabello, a qual lançando mão da técnica da azulejaria pelo meio manual de produção, exatamente como ainda é praticado em alguns ateliês em Portugal. O conjunto de seu trabalho está em expressa sintonia gestual com a produção artística no Espírito Santo, especificamente nas décadas de 1960 a 1980, época de sua maior produtividade, pontuando as formas e tendências de expressão pictórica dos artistas aqui atuantes neste período.

Palavras-chave


Arte Pública; Arte Muralista; Azulejaria; Linguagem;

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.