A expressividade sintética em “Poética”, de Geir Campos

Autores

  • Natalia Siqueira Pinto Macedo Universidade Cruzeiro do Sul – UNICSUL
  • Sonia Sueli Berti-Santos Universidade Cruzeiro do Sul - UNICSUL

Resumo

RESUMO: O presente trabalho apresenta uma análise estilística da obra “Poética”, de Geir Campos, pontuando os recursos estilísticos utilizados para realizar uma poesia que é sintética, mas ao mesmo tempo carregada de sentidos amplos, mais complexos e subjetivos. Primeiramente, exibimos a contextualização histórica do autor capixaba, escritor da Geração de 45, abordamos a expressividade do termo poética, abrangente e sugestivo no contexto da obra e finalmente exploramos a construção do poema nos níveis linguísticos morfológico, sintático e enunciativo. Dentre essas abordagens, procuramos revelar que a poesia de Geir exprime um pensar coletivo e uma necessidade de ação mediante uma determinada realidade social em que supostamente está inserido. 

PALAVRAS-CHAVE: Poética. Geir Campos. Coletividade. Expressividade sintética.

ABSTRACT: This paper presents a stylistic analysis of “Poética”, a book written by Geir Campos, highlighting the stylistic resources used in order to perform a type of poetry that is synthetic, and, at the same time, brings broad meanings, more complex, and subjective. Firstly, we show the author’s historical contextualization, since Campos was a writer during the 1945’s. We also approach the expressivity of the term poética, embracing and suggestive in the book’s context, and, finally, we explore the poem’s construction at the linguistic, morphological, syntactic, and enunciative levels. Among these approaches, we seek for revealing that Geir’s poetry expresses a collective thinking process and a need for action through a certain social reality in which this poetry is supposedly inserted.

KEYWORDS: Poetics. Geir Campos. Collectivity. Synthetic Expressiveness.

Downloads

Publicado

2017-01-21

Edição

Seção

Artigos (Clipe)