1531: GIL VICENTE, JUDEUS E A INSTAURAÇÃO DA INQUISIÇÃO EM PORTUGAL

Márcio Ricardo Coelho Muniz

Resumo


O presente texto busca observar o tratamento da problemática dos judeus e dos cristãos-novos na obra de Gil Vicente, analisando em particular a Carta de 1531. Por meio da análise desta, demonstra-se a predisposição do dramaturgo português em defender um tratamento da questão judaica em tom distinto daquele que prevalece em sua época, ou seja, Vicente argumenta a favor de um processo de conversão pela persuasão, portanto, mais tolerante, mais pacífico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Contexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.