VOZES FEMININAS NAS LITERATURAS AFRICANAS DE LÍNGUA PORTUGUESA

Jurema Oliveira

Resumo


RESUMO: O objetivo deste estudo é depreender características definidoras da poética das autoras Alda Lara, Noémia de Sousa, Ana Paula Tavares, Alda Espírito Santo, Odete Semedo, Vera Duarte e Conceição Lima, a partir da perspectiva teórica da memória reconstituída no discurso poético de escritoras que utilizam o artifício da lembrança na sua dupla função, como bem define Sarlo em seu estudo Tempo passado: culturada memória e guinada subjetiva (2007). A produção literária nos países africanos divide-se em duas fases: a da literatura colonial e a das literaturas africanas. A primeira exalta o homem europeu como o herói mítico, desbravador das terras inóspitas, portador de uma cultura superior. A segunda constitui-se inversamente, pois nela o mundo africano passa a ser narrado por outra ótica. Diante disso, podemos dizer que as autoras Alda Lara, Noémia de Sousa, Ana Paula Tavares, Alda Espírito Santo, Odete Semedo, Vera Duarte e Conceição Lima projetam em suas produções poéticas as vozes silenciadas durante décadas de opressão.

PALAVRAS-CHAVE: Escritoras africanas de língua portuguesa. Poesia feminina africana de língua portuguesa. Memória – Tema literário.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Contexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.