GESTÃO DA DIVERSIDADE LINGUÍSTICA NA EDUCAÇÃO FORMAL NO BRASIL: DESAFIOS PARA UMA POLÍTICA LINGUÍSTICA

Isis Ribeiro Berger

Resumo


Este trabalho visa discutir a questão da gestão da diversidade linguística na educação formal no Brasil, sob a ótica da Política Linguística. A partir da discussão em torno do quadro-político-linguístico brasileiro, constituído a partir de uma perspectiva monolíngue em língua portuguesa, analisam-se as complexidades em torno da construção de saberes em torno da valorização e promoção da diversidade linguística. Para tanto, volta-se o olhar para a questão da educação formal, refletindo sobre as políticas linguísticas implícitas e explícitas, bem como para o conjunto de mecanismos que consolidam a política linguístico-educacional de facto existente no Brasil. A partir das reflexões postas, sugerem-se propostas para a reflexão em torno das possibilidades de construção de novas políticas e práticas que atendam a variadas demandas linguísticas, culturais e educacionais.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Revista (Con) Textos Linguísticos


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.