O ENSINO DE GÊNEROS ACADÊMICOS EM DEBATE:

ANÁLISES DE PRÁTICAS, CONFRONTO COM A PRODUÇÃO CIENTÍFICA

  • Silvana Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

O ensino de gêneros acadêmicos pode corresponder ou não às expectativas das comunidades de prática (Street, 2014). Os objetivos do trabalho e metodologia são: 1) analisar três (3) Planos de Ensino da disciplina de Produção de Textos de três semestres (2015/2, 2016/1 e 2017/1) do Curso de Administração de Empresas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para verificar se há valorização do discurso horizontal ou do discurso vertical da ciência (Bernstein, 1999) e sua compatibilidade com as práticas textuais da área de conhecimento.  Como corpus de contraste são analisados os discursos de 20 artigos da área de Administração de Empresas, sendo 6 artigos do extrato Qualis A, 8 do Qualis B e 6 do Qualis C.  Os planos são analisados em função dos gêneros acadêmicos escolhidos pelo professor bem como dos textos para leitura em sala de aula. 2) verificar se as funções da escrita acadêmica (Navarro, 2018) aparecem na escrita da resenha acadêmica.  Serão analisados 9 textos de alunos por turma, totalizando 27 textos.  Observaremos se há correlação entre nota e quantidade de funções de escrita atingidas.  Os resultados indicam que há coincidência parcial entre o ensino de gêneros acadêmicos nas três turmas em análise e os discursos elaborados pelas comunidades de prática.

Biografia do Autor

Silvana Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professora Adjunta da área de Língua Portuguesa na UFRGS, dos cursos de Graduação e Pós-Graduação.

Publicado
2019-12-27