Uma história das religiões de matrizes africanas no Rio de Janeiro: memória coletiva e reordenação social no pós-abolição.

Palavras-chave: Umbanda, memória coletiva, Rio de Janeiro

Resumo

Com o objetivo de revisitar as principais contribuições feitas por Renato Ortiz no estudo da emergência histórica da Umbanda, este trabalho busca uma interpretação do cenário religioso carioca no contexto pós-abolição, marcado pela reordenação social e o convívio de distintas práticas religiosas. Traz como principais fontes relatos de jornais de época e estabelece uma crítica às teses de “desajustamento social” e “desagregação da memória coletiva” que se tornaram marcantes no estudo da formação das novas religiões de matrizes africanas no Rio de Janeiro.

Biografia do Autor

Pedro Guimarães Pimentel, Colégio Pedro II PPFH/UERJ

Professor EBTT II do Colégio Pedro II

Doutorando em Políticas Públicas e Formação Humana - UERJ

Mestre em História Social da Cultura - PUC-Rio

Bacharel e Licenciado em História - UERJ

Referências

AZEVEDO, Aluísio. O Cortiço. São Paulo: Ática, 1997. 30.ed.

BASTIDE, Roger. As Religiões Africanas no Brasil: Contribuição A Uma Sociologia Das Interpenetrações De Civilizações. São Paulo: Livraria Pioneira Editora, 1989.

CARNEIRO, Edison. Antologia do Negro Brasileiro. São Paulo: Editora Ediouro s.d.

CHALHOUB, Sidney. Visões da Liberdade: uma história das últimas décadas da escravidão na Corte. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

FARIAS, Juliana Barreto. João do Rio e os Africanos: Raça e Ciência nas Crônicas da Belle Époque Carioca. Revista de História n. 162, p.243-270, 2010.

FERNANDES, Florestan: A Integração do Negro na Sociedade de Classes. Vol.1: “O Legado da ‘Raça Branca’”. São Paulo: Editora Globo, 2008.

_____. Vol.2: “No Limiar de Uma Nova Era”. São Paulo: Editora Globo, 2008.

FREYRE, Gilberto. Sobrados e Mucambos: decadência do patriarcado rural e desenvolvimento do urbano. Rio de Janeiro: José Olympio, 1977.

GRAMSCI, Antonio. Os Intelectuais e a Organização da Cultura. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1982.

JOÃO DO RIO. As Religiões no Rio. Rio de Janeiro: Garnier, 1904.

LEAL DE SOUZA, A. O Espiritismo, a Magia e as Sete Linhas de Umbanda. Rio de Janeiro: 1933. MORAES, D. Notas sobre o Imaginário Social e Hegemonia Cultural. Revista Contracampo. n.1, 1997.

ORTIZ, Renato. A Morte Branca do Feiticeiro Negro. Rio de Janeiro: Vozes, 1978.

VISCONDE DE TAUNAY. O Encilhamento. Rio de Janeiro: Edições Melhoramentos, 1890.

Publicado
2019-12-27
Seção
Artigos