CRISE, CONTRARREFORMAS E ASSISTÊNCIA SOCIAL: CONCEPÇÕES E PROJETOS EM DISPUTA

  • Naara de Lima Campos Universidade Federal do Espírito Santo - Vitória (ES)
  • Gissele Carraro PUC-RS
  • Jeane Andrea Ferraz Silva

Resumo

Está em curso no Brasil um declarado processo de desmonte das políticas sociais, e, entre elas, da Assistência Social. Importa, portanto, considerar quais elementos caracterizaram tal política desde a promulgação da Constituição Federal, em 1988, situando-a no próprio movimento do capital em suas manifestações no Estado brasileiro. Desta forma pode-se compreender as diferentes concepções investidas na assistência social no país, suas diferentes manifestações em diferentes governos, bem como propor reflexões que superem a “conciliação de classes” ou a via da superação individual da pobreza.

Biografia do Autor

Naara de Lima Campos, Universidade Federal do Espírito Santo - Vitória (ES)
Doutoranda em Política Social pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Bolsista CAPES, integrante do Grupo de Pesquisa Dinheiro e Capital da UFES,
Gissele Carraro, PUC-RS

Doutora em Serviço Social pela PUC-RS. Bolsista do Programa de Pós-Doutorado da Capes e Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da PUC-RS. Integrante do Grupo de estudos sobre Teoria Marxiana, Ensino e Políticas Públicas. Email: gcarraro5@gmail.com.

Jeane Andrea Ferraz Silva
Doutora em Serviço Social/Programa de Pós-Graduação em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); Assistente Social, professora do Departamento de Serviço Social e do Programa de Pós-Graduação em Política Social/UFES; Vice-Coordenadora do Grupo de Estudos Fundamentos da Teoria Social Crítica, Serviço Social e Política Social (INTERFACES/UFES),
Publicado
2019-06-25
Seção
Mesa coordenada Contrarreformas e Política de Assistência Social: retrocessos e resistências