SINDICALISMO E RESISTÊNCIA NA USP

  • Ariana Celis Alcantara

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo analisar a trajetória histórica de lutas e de intervenções políticas do Sindicato dos Trabalhadores da USP (SINTUSP) e evidenciar os ataques neoliberais às formas de organização e mobilização dos trabalhadores, protagonizados pela reitoria da USP. Analisamos os boletins emitidos pelo SINTUSP em 2016, uma vez que este figura-se como um dos principais meios de comunicação do sindicato com os trabalhadores, nele o sindicato informa, denuncia, mobiliza e, principalmente, resiste.

Palavras-chave: sindicalismo; resistência; USP.

Publicado
2019-06-25
Seção
Comunicações Orais - Mundo do trabalho