DESAFIOS SOCIOPOLÍTICOS EM DESASTRE AMBIENTAL E REPARAÇÃO DOS DANOS

  • Tânia Maria Silveira
  • Marta Zorzal e Silva

Resumo

O artigo avalia os impactos do rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana (MG), analisando o atual modelo de mineração a fim de identificar os desafios sociopolíticos em desastre ambiental e reparação dos danos. O interesse principal é o de explicitar a vulnerabilidade política do Estado e da sociedade diante do poder das empresas mineradoras, tendo em vista contribuir para qualificar as políticas públicas que normatizem a prevenção e a reparação dos danos decorrentes de desastres tecnológicos. Toma-se por referência a Sociologia dos Desastres, o paradigma das Redes de Produção Globais (RPGs), documentos e notícias. Constata-se que, apesar das políticas públicas existentes para este setor, o poder de decisão das mineradoras tem se mostrado superior ao poder de controle do Estado.

Palavras-chave: Mineração; Desastre ambiental; Reparação de danos. 

Publicado
2019-06-25
Seção
Comunicações Orais - Questões agrária, urbana e ambiental