LUTAS SOCIAIS EM CAMPOS DOS GOYTACAZES (RJ): O CASO DOS MORADORES DAS PERIFERIAS

  • Érica Terezinha Vieira de Almeida
  • Pollyanna de Souza Carvalho

Resumo

A partir de pesquisa sobre manifestações coletivas e processo de resistência de grupos sociais na Região de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense/RJ, entre 2000 a 2017, o artigo versa sobre os móveis de grupos subalternos na condição de moradores de áreas periféricas da cidade e do campo, sob a perspectiva do direito à cidade, em uma conjuntura local marcada pelos antigos e novos processos de expropriação e segregação socioespacial da classe trabalhadora e, mais recentemente, pelas ações dos Grandes Investimentos. Esse panorama se relaciona à mundialização do capital alicerçada na financeirização, mercantilização, privatização e pilhagem dos direitos sociais, da terra e do trabalho, afetando a produção e a reprodução social desse segmento da classe trabalhadora.

Palavras-chave: Acumulação por espoliação; Campos dos Goytacazes; classes subalternas; Direito à Cidade.

Publicado
2019-06-25
Seção
Comunicações Orais - Questões agrária, urbana e ambiental