A ‘grande libertação’ e a doutrina nietzschiana da saúde: A ‘grande saúde’ nos prefácios a Humano, Demasiado Humano

Marta Faustino

Resumo


O ensaio apresenta uma leitura cuidada dos prefácios ao primeiro e segundo volumes de Humano, Demasiado Humano, com vista à produção de uma interpretação unificadora das noções de ‘grande saúde’, ‘grande libertação’ e ‘doutrina da saúde’. Procurar-se-á, por um lado, esclarecer a relação estabelecida no primeiro prefácio entre a ‘grande saúde’ e a possibilidade fundante no pensamento de Nietzsche de uma ‘grande libertação’, bem como o enquadramento desta no contexto global do seu projecto filosófico. Por outro lado, procurar-se-á clarificar a intenção expressa por Nietzsche no segundo prefácio de providenciar uma ‘doutrina da saúde’ às ‘naturezas mais espirituais da geração vindoura’, distinguindo-a das terapias filosóficas tradicionais e relacionando-a com o eventual papel de Nietzsche na promoção da ‘grande saúde’ junto dos seus leitores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Os números da Revista Estudos Nietzsche referentes aos anos de 2010 a 2014 encontram-se no Site: Estudos Nietzsche - PUC/PR