Construção narrativa e violência em A panelinha de breu, de Bernadette Lyra

  • Ingrid Lourenço Motta Ufes
  • Sérgio da Fonseca Amaral Ufes

Resumo

Analisa A panelinha de breu (1992), de Bernadette Lyra, romance em que se entrecruzam ficcional e fragmentariamente a narração da História colonial do Espírito Santo e de personagens envolvidos na homenagem à heroína Maria Ortiz, em Vitória, no século XX. Discute a construção narrativa a partir de duas vertentes: a histórica e a ficcional, adotando a perspectiva de Paul Ricoeur (2010a; 2010b). Busca compreender como a formação social do Espírito Santo colonial firmou-se às custas de uma violência que foi naturalizada, e investiga como a autora denuncia na narrativa momentos radicais dessa violência, para que a História do Espírito Santo seja vista com olhares de espanto. Fundamentam o trabalho, além disso, estudos historiográficos sobre a invasão holandesa, Maria Ortiz e o romance de Lyra. Constata o conhecimento da escrita pela qual Lyra representa a violência e a percepção da história por meio de recursos imagéticos, como metáfora e sinestesia.

PALAVRAS-CHAVE: Literatura e História. Narrativa contemporânea brasileira – Bernadette Lyra. Bernadette Lyra – A panelinha de breu. A panelinha de breu – Crítica e interpretação. Violência – Tema literário.

 

ABSTRACT: It Analyzes Bernadette Lyra's A panelinha de breu (1992), a novel in which fictionally and fragmentarily intersect the narration of the colonial history of the Espírito Santo and characters involved in the tribute to the heroine Maria Ortiz, in Vitória, in the twentieth century. It discusses the narrative construction from two strands: the historical and the fictional, adopting the perspective of Paul Ricoeur (2010a; 2010b). It seeks to understand how the social formation of the colonial Espírito Santo was established at the expense of a violence that was naturalized, and investigates how the author denounces in the narrative radical moments of this violence, so that the History of the Espírito Santo can be seen with stares of wonder. The work is also based on historiographic studies on the Dutch invasion, Maria Ortiz and Lyra's novel. Notes the knowledge of writing by which Lyra represents violence and the perception of history through imagetic resources such as metaphor and synesthesia.

KEYWORDS: Literature and History. Brazilian Contemporary Narrative – Bernadette Lyra. Bernadette Lyra – A panelinha de breu. A panelinha de breu - Criticism and Interpretation. Violence - Literary Theme.

Biografia do Autor

Ingrid Lourenço Motta, Ufes

Graduanda em Letras pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Sérgio da Fonseca Amaral, Ufes

Doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Publicado
2020-01-10
Seção
Portfólio (Artigos)