DAS ATIVIDADES DO PROJETO DE EXTENSÃO “HUMANIZAÇÃO DO DIREITO CIVIL CONSTITUCIONAL: PERSPECTIVAS E DESAFIOS”: A HUMANIZAÇÃO DO DIREITO CIVIL-CONSTITUCIONAL VISTA NA PRÁTICA

Jaianny Saionara Macena de Araújo, Ana Paula Correa de Albuquerque da Costa

Resumo


A despeito da nova configuração constitucional, com a promulgação da Constituição Federal de 1988, o Código Civil de 2002 pouco regula os Direitos da Personalidade, apesar de apresentar avanços em relação ao Código Civil revogado. Daí a importância do fenômeno da Constitucionalização e principalmente da Humanização do Direito Civil, que trouxe uma nova forma de se encarar as relações privadas, até então eminentemente de cunho patrimonialista. A partir disso, o objetivo do presente estudo foi descrever o desenvolvimento de material didático-instrucional, dirigido à divulgação desses direitos no âmbito da rede escolar paraibana, através de cordéis e paródias. Verificou-se de imediato a integração entre os estudantes e o nosso grupo, vez que a música por si só nos aproximava. A experiência foi engrandecedora e gratificante, sendo possível, de maneira efetiva, dar nossa contraprestação social a população, um dever que é nosso enquanto cidadãos, mas principalmente por usufruirmos da educação superior pública.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30712/guara.v6i10.15838

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Guará