Uso de Novas Tecnologias para Conscientização da População em Temáticas da Área de Saúde: O Caso Do Aplicativo Aedes Zero

  • Paola Pinheiro bernardi Primo
  • Angelica Espinosa Barbosa Miranda UFES
  • Hugo Cristo Sant´anna UFES

Resumo

No dia 12 de Novembro de 2015 o Ministério da Saúde decretou situação de emergência em saúde pública no Brasil, diante do aumento de casos de microcefalia, que posteriormente seriam relacionados a um surto do vírus Zika, doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Diante desse cenário surge o Projeto de Extensão Aedes Zero, cujo foco é criar ferramentas que auxiliem
na conscientização e combate do vetor, além de contribuir para o processo de educação da população. Neste artigo iremos descrever a criação de um aplicativo educativo gratuito de tecnologia móvel sobre o mosquito Aedes Aegypti, diante dessa emergência epidemiológica existente no Brasil. O sistema foi desenvolvido utilizando o programa Intel XDK, e teve como público-alvo inicial alunos de ensino médio e superior e profissionais da atenção primária à saúde. A criação envolveu uma equipe de discentes, docentes e técnicos em educação da Universidade Federal do Espírito Santo, dentro de um projeto de extensão, e o resultado foi um aplicativo de fácil manuseio, com informações curtas e diretas e sistema de notificações que auxilia o usuário na tomada de atitudes de prevenção. A utilização de tecnologias educacionais desenvolvidas a partir do contexto dos serviços de saúde é importante para que as pessoas se interessem no uso do aplicativo e atuem como agentes de multiplicação da ferramenta. No contexto da educação e promoção à saúde, o aplicativo “Aedes Zero” cumpre sua função ao promover de forma simples, dinâmica e acessível às informações sobre prevenção e controle das arboviroses.

Publicado
2017-09-19
Edição
Seção
Artigos