Mecanismos de redução de perda de carga no escoamento de óleos pesados em dutos terrestres

Marina Rangel Justiniano, Oldrich Joel Romero

Resumo


A tubulação é o meio mais conveniente de transporte de óleo do campo produtor até a refinaria. Entretanto, quando se trata de óleos pesados esta etapa é um enorme desafio. A redução da viscosidade do óleo ou do arrasto são formas de viabilizar esta operação. Este artigo apresenta a modelagem matemática e numérica do escoamento monofásico de óleo pesado em um duto terrestre de 3.600 m. A influência do coeficiente global de transferência de calor nos gradientes de pressão e de temperatura é analisada. É estudado também o mecanismo de redução de perda de carga através da injeção de 3 agentes redutores de arrasto (DRA) distintos, identificados pelas constante de Burger,  e , como se segue: DRA 1 (  e ); DRA 2 (  e ) e DRA 3 (  e ). O software PipelineStudio® é a ferramenta utilizada para resolver as equações governantes. Os resultados obtidos mostram que o uso de isolamento quando projetado apropriadamente é de grande importância para manter a transferência de calor em níveis baixos, objetivando uma maior vazão de produção. Além disso, quando associado à injeção de DRA, o terceiro se demonstrou mais eficiente. Entretanto há uma necessidade de avaliação econômica para definir a viabilidade do projeto.


Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, Gabriel P. M. de: Thermo-fluid-dynamic Analysis of an Oil -Water Biphasic Flow in Multilayer Composed Pipelines with Electrical Active Heating. Rio de Janeiro: Programa de Pós-graduação em Engenharia Oceânica, COPPE, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2009. 117p. Dissertação (Mestrado).

Bensakhria, A.; Peysson, Y.; Antonini, G. Experimental Study of the Pipeline Lubrication for Heavy Oil Transport. Oil & Gas Science and Technology – Rev. IFP, vol. 59, Nº. 5, p.523-533, 2004.

Camargo, R. M. T.; Gonçalves, M. A. L.; Montesanti, J. R. T.; Cardoso, C. A. R.; Minami, K. A Perspective View of Flow Assurance in Deepwater Fields in Brazil. In: Proceedings of Offshore Technology Conference, OTC 16687, Houston, May. 2004.

Cossolosso, M. A.; Satto, J. Equações explicitas de Colebrook-White. In: Congrasso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 25, Anais... Bauru, UNESP, 1996.

Feitoza, B. C.; Justiniano, M. R.; Souto, T. C. (2016). Influência do vazamento e da utilização de redutores de arraste no transporte de fluidos em tubulações por longas distâncias. Artigo em construção.

Fox, R. W.; Pritchard, P. J.; McDonald, A. T. Introdução à mecânica dos fluidos. Rio de Janeiro: LTC, 7ª ed., 2010.

França, A. F. Novas Tecnologias (e desafios) nas Produção de Petróleo no Brasil: Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2006. Disponível em: < http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/atividades/TEXTOS/texto_890.html>. Acesso em: 04 dez. 2016.

Hart, Abarasi. A review of Technologies for transporting heavy crude oil and bitumen via pipelines. J Petrol Explor Prod Technol (2014) 4:327-336.

Incropera, Frank P. Fundamentos de transferência de calor e de massa. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

Karami, H. R.; Mowla, D. Investigation of the effects of various parameters on pressure drop reduction in crude oil pipelines by drag reducing agents. Elsevier: Journal of Non-Newtonian Fluid Mechanics 177-178 (2012) 37-45.

Martinez, A. R. Report of working group on definitions. In: R. F. Meyer, J. C. Wynn, & J. C. Olson (Eds.), The future of heavy crude and tar sands, Second International Conference. lxvii-lxviii, New York: McGraw-Hill. 1984.

Martínez-Palou, Rafael et al. Transportation of heavy and extra-heavy crude oil by pipeline: A review. Elsevier: Journal of Petroleum Science and Engineering 75 (2011) 274-282.

Mothé, C. G.; Silva, C. Petróleo Pesado e Ultrapesado – Reservas e Produção Mundial. TN Petróleo, n.57, p. 76-81, 2007.

Pereira, I. B.; Saad, H. C. e Romero, O. J. Estudo de troca de calor em oleodutos terrestres. Latin American Journal of Energy Research – Lajer, v.1, n. 1 (2014).

PipelineStudio – User’s guide, Energy Solutions® International, 2016

Rigatto, S. F. e Siqueira, R. N. Perda de carga em escoamento laminares de fluidos pseudoplásticos através de uma curva de 90°. Latin American Journal of Energy Research – Lajer, v.2, n.2 (2015). DOI: http://dx.doi.org/10.21712/lajer.2015.v2.n2.p1-7.

Romero, O. J.; Saad, H. C.; Pereira, I. B.; Romero, M. I. (2016). Influence of heat transfer on two-phase flow behavior in onshore oil pipelines. Ingeniería e Investigación, 36(1), 14-22. DOI: Http://dx.doi.org/10.15446/ing.investig.v36n1.51570.

Shreve, R. Norris; Brink, Joseph A. Jr.; Macedo, Horacio. Indústria de Processos Químicos. Instituto de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ. 4ed. 1984.

Sousa, C. A.; Miranda, S. M.; Benedito, U. M. e Romero, O. J. Simulação numérica do transiente em dutos. Latin American Journal of Energy Research – Lajer, v.3, n.2 (2016). DOI: http://dx.doi.org/10.21712/lajer.2016.v3.n2.p21-29.

Thomas, José Eduardo, org. Fundamentos de Engenharia de Petróleo. Editora Interciência. Rio de Janeiro: Petrobrás, 2001.

Tissot, B. P.; Welte, D. H. Petroleum Formation and Occurrence. New York: Springer-Verlag. 2ª ed. 1984.




DOI: https://doi.org/10.21712/lajer.2017.v4.n1.p30-40

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A revista Lajer - Latin American Journal of Energy Research tem e-ISSN = 2358-2286, DOI (prefixo) = 10.21712, é qualis B5 na área interdisciplinar da plataforma de CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICOS 2015 do Portal de Períodicos da Capes, e se encontra cadastrada nas seguintes bases indexadoras:

    

 

    

Curta a página da revista no Facebook.