Arte contemporânea: experiências estésicas com Dennis Oppenheim

  • Mariana Sperandio Teixeira Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo

Este trabalho parte de um relato de experiência do Estágio Curricular Supervisionado do Ensino da Arte na Educação Infantil, realizado no segundo semestre do ano de 2018 no curso de Artes Visuais, em uma turma de Grupo 3, com 20 crianças na faixa etária de 3 anos a 4 anos. O projeto desenvolvido “Desenho de Transferência - Desenhando com o sentido do tato”, trouxe a perspectiva da Arte Contemporânea para o ensino da Arte da/na Educação Infantil, a partir do estudo da vida e das obras do artista Dennis Oppenheim. Com ênfase na performance artística “Desenho de Transferência”, a qual dialoga com o projeto da turma, reflete, fundamentada em Archer (2001) e Iavelberg (2017), sobre a Arte Contemporânea para crianças pequenas e, a partir da observação e contato com as crianças no ambiente escolar, finaliza refletindo sobre diferentes propostas de vivenciar, explorar e mediar os processos de ensino aprendizagem da Arte para crianças da Educação Infantil.

Biografia do Autor

Mariana Sperandio Teixeira, Universidade Federal do Espírito Santo

Graduanda em Artes Visuais pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Atua como monitora no CEI Criarte no enquadramento funcional estagiária. Em abril de 2019, participou como comunicadora do “Seminário de Estágio Supervisionado no Ensino das Artes Visuais, com a apresentação do projeto “Desenho de Transferência – Desenhando com o sentido do Tato” e também como coautora do trabalho “Explorando os sentidos e ampliando as conversas sobre deficiência: uma experiência da educação infantil” apresentado na modalidade Pôster no VIII “Congresso Paulista de Educação Infantil” e “IV Simpósio Internacional de Educação Infantil: Educação como prática de liberdade!”. Possui pesquisa sobre a influência da Arte e Tecnologia na Educação na formação de futuros professores e na Educação Infantil.

Publicado
2019-09-09