Análise estrutural das representações sociais da terapia antirretroviral entre pessoas que vivem com HIV/Aids: possibilidades de convivência, normatividade e ressignificação / Structural analysis of social representations of antiretroviral therapy

Tadeu Lessa da Costa, Denize Cristina de Oliveira, Gláucia Alexandre Formozo, Antonio Marcos Tosoli Gomes

Resumo


RESUMO: Objetivos: identificar e analisar os conteúdos e a estrutura das representações sociais da terapia antirretroviral entre pessoas que vivem com o vírus da imunodeficiência humana. Método: estudo descritivo e qualitativo. Os sujeitos foram 84 pessoas soropositivas acompanhadas em centro especializado de município norte-fluminense, Brasil. Empregou-se a técnica de evocação livre de palavras ao termo indutor terapia antirretroviral, com análise pelo quadro de quatro casas e software EVOC. Resultados: identificou-se como prováveis elementos do núcleo central da representação ter vida, tem que tomar e horário certo. Observou-se subgrupo com representação mais positiva permeada pelos conteúdos de compromisso, esperança e perspectiva de viver melhor. A periferia revelou facetas positivas e negativas quanto aos conteúdos, refletindo a complexidade da representação em questão. Conclusão: a representação em estudo mostrou-se predominantemente funcional, constituindo-se como subsídio para intervenções profissionais em saúde e enfermagem na promoção da adesão terapêutica e qualidade de vida de pessoas soropositivas.

Palavras-chave: síndrome da imunodeficiência adquirida; terapia antirretroviral de alta atividade; adesão à medicação; psicologia social; enfermagem.

 

ABSTRACT: Objectives: to identify and analyze the content and structure of social representations of antiretroviral therapy among people living with the human immunodeficiency virus. Method: descriptive and qualitative study. The subjects were 84 HIV positive people in follow-up in specialized center municipality North Fluminense, Brazil. We applied the technique of free recall of words to the inductive term antiretroviral therapy, with analysis using four-frame houses and software EVOC. Results: identified as probable core elements of representation to have life, tp have take and exact time. Observed subgroup with more positive representation permeated the contents of commitment, hope and prospect of a better life. The periphery showed positive and negative facets as to content, reflecting the complexity of the representation in question. Conclusion: The study showed representation is predominantly functional, constituting as a basis for interventions in health and nursing professionals in promoting adherence and quality of life of people living with HIV.

Keywords: acquired immunodeficiency syndrome; highly active antiretroviral therapy; medication adherence; social psychology; nursing.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.