Representações sociais do ser mulher no contexto familiar: um estudo intergeracional

  • Sabrine Mantuan dos Santos Coutinho Universidade Federal Fluminense
  • Paulo Rogério Meira Menandro Universidade Federal do Esírito Santo

Resumo

DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2015.13538

RESUMO: Este relato apresenta parte dos dados de pesquisa intergeracional que objetivou conhecer a rede de representações sociais (RS) que orienta o ser mulher na família, especificamente aqueles referentes às RS do feminino no contexto familiar. Realizaram-se 20 entrevistas semiestruturadas com mulheres de estrato socioeconômico médio e baixo: 10 que tiveram filhos na década de 1960, e 10 que tiveram filhos na década de 1990, filhas das primeiras. Os dados foram organizados/analisados a partir de adaptação do método fenomenológico para investigação psicológica e do software Alceste. Os resultados evidenciaram diferenças de uma geração à outra, tais como: maior escolarização; maior possibilidade de exercício profissional; menor número de filhos; maior envolvimento masculino nas questões domésticas. Porém, mesmo na geração mais jovem, as falas são marcadas por ambiguidade quanto à questão dos papéis femininos na família, revelando que ainda está em processo a superação das diferenças de gênero consolidadas pela tradição.

Palavras-chave: relações de gênero; mulher; família; representações sociais; pesquisa intergeracional.

ABSTRACT: This report presents part of the intergerational research that aimed to know the network of Social Representation (SR) that guides a woman in a family, specifically those regarding to female SR in the family context. 20 semi-structured interviews were conducted with women from middle and low socioeconomic status: 10 who had children in the 1960s, and 10 who had children in the 1990s, daughters of the first ones. Data were organized/ analyzed from adaptation of phenomenological method for psychological research and the Alceste software. The results showed differences from one generation to another, such as: higher education; greater possibility of professional practice; fewer children; greater male involvement in domestic issues. But even in the younger generation, speeches are marked by ambiguity on the issue of female roles in the family, revealing that it is still in the process of overcoming gender differences consolidated by tradition.

Keywords: gender relations; woman; family; social representations; intergenerational research.

 

Biografia do Autor

Sabrine Mantuan dos Santos Coutinho, Universidade Federal Fluminense

Departamento de Psicologia

Área Psicologia Social

Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo

Paulo Rogério Meira Menandro, Universidade Federal do Esírito Santo

Departamento de Psicologia Social e do Desenvolvimento

Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo

 

Publicado
2015-07-20
Seção
Estudo Empírico