Aspectos não explícitos das representações sociais da beleza física em relacionamentos amorosos

  • Adriano Schlösser Universidade Federal de Santa Catarina
  • Brigido Vizeu Camargo Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2015.10405

RESUMO: A beleza física é considerada um atributo importante nas relações interpessoais e atração interpessoal. Em se tratando de relacionamentos amorosos, pode apresentar conflitos entre as normas socialmente partilhadas e opiniões não expressas. O presente estudo objetivou investigar a existência de uma zona muda das representações sociais da beleza física em contexto de estabelecimento de relacionamentos amorosos.  Trata-se de um estudo descritivo e comparativo, de recorte transversal e amostragem intencional. Participaram 120 pessoas, distribuídos de modo equivalente entre homens e mulheres, 60 deles fazendo parte do grupo que atua como modelo fotográfico, e outros 60 com indivíduos que cursam o ensino superior na área de Ciências Exatas ou Tecnológicas. Para a coleta de dados, utilizou-se um questionário online autoadministrado, com respostas abertas e fechadas. Foi composto da seguinte forma: a) descrição de um personagem fictício, contendo informações sobre sua personalidade, aspectos físicos e como se relaciona em relacionamentos amorosos; b) definição do sexo do personagem; c) teste de evocação; d) técnica de substituição e) questões sócio-demográficas. Realizou-se análise estatística descritiva e relacional, com auxílio do SPSS 17.0. Utilizou-se o software Evocation 2005 para realizar a análise do teste de evocação e de substituição. A zona muda da representação social da beleza indicou que os participantes tanto a consideram abertamente como um atributo central no estabelecimento de relações amorosas, quanto percebem que outras pessoas consideram da mesma forma.

Palavras-chave: representações sociais; zona muda; relacionamento amoroso; atração interpessoal; beleza física.

ABSTRACT: Physical beauty is considered an important attribute in interpersonal relationships and interpersonal attraction. When it comes to love relationships, may present conflicts between socially shared norms and unexpressed opinions. The present study aimed to investigate the existence of a zone of change social representations of physical beauty in the context of establishing loving relationships. We perform a comparative and descriptive study, bsed on cross-sectional data obtained by purposive sampling. Out of 120 participants, 60 are men and 60 are women. Moreover, 60 are professional photo models and 60 attend to higher education on Exact or Technological Sciences. We utilized a self-administered with open and close questions. Was composed as follows : a) description of a fictional character , containing information about your personality , physical aspects and how it relates to romantic relationships ; b ) definition of the sex of the character ; c ) evocation test; d ) replacement technique and ) socio- demographic questions. We use a several methods to analysis the data: the descriptive and relational statistics analysis in made thorough the software SPSS 17.0, and the evocation and frequency analysis through Evocation. The mute zone of beauty social representation indicated that the participants professedly consider it of fundamental importance for the establishment of romantic relationships. They also realize that other people consider the physical beauty the same way.

Keywords: social representations; mute zone; romantic relationship; interpersonal attraction; physical beauty.

 

Biografia do Autor

Adriano Schlösser, Universidade Federal de Santa Catarina

Psicólogo. Mestre em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Doutorando do Programa de Pós Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina. Membro do Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição – Santa Catarina, Brasil.

Brigido Vizeu Camargo, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutor em Psicologia pela École des Hautes Études em Sciences Sociales; Professor do Programa de Pós Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina e Diretor do Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição – Santa Catarina, Brasil.
Publicado
2015-07-20
Seção
Estudo Empírico