Editorial da seção - O estudo das relações entre práticas sociais e representações: retomando questões

Pedro Humberto Faria Campos

Resumo


DOI:10.12957/psi.saber.soc.2017.30664

O tema das relações entre práticas sociais e representações sociais não é novo. Desde a retomada do interesse pela TRS, em meados dos anos 80, multiplicam-se os estudos que visam, direta ou indiretamente, a compreensão das práticas pela via das representações sociais. Como pode ser exemplificado pelo vasto conjunto de estudos sobre a representação social do trabalho docente. As relações de influência são complexas, sendo necessário, atualmente delinear sob quais condições, são as práticas que determinam as representações sociais e sob quais outras condições ocorre o inverso. O estado atual da teoria nos mostra que três condições afetam a relação entre as práticas e as representações: a) a percepção que os sujeitos têm da situação como sendo reversível ou irreversível; b) o grau de autonomia dos sujeitos face cada situação específica; c) por fim, o grau de ativação das cargas afetivas mobilizadas, tendo como referência a memória coletiva.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.