Intervenção em práticas de cuidado à criança no contexto hospitalar: representações sociais da equipe de saúde

Érica Nayla Harrich Teibel, Daniela Barros da Silva Freire Andrade

Resumo


DOI:10.12957/psi.saber.soc.2017.30668

RESUMO: Esse estudo tem como objetivo compreender e identificar redes de significações sobre práticas do cuidado à criança no contexto hospitalar, segundo profissionais que trabalham em uma Enfermaria Pediátrica. Para tanto se fundamenta na Teoria das representações sociais, elencando pontos possíveis de articulação com os estudos de Bruner sobre a narrativa, buscando a compreensão sobre as imbricações em relação a um projeto de intervenção e o compartilhamento de significados. Foram realizadas onze entrevistas semiestruturadas com profissionais de diferentes áreas de atuação que trabalham em uma enfermaria pediátrica de um hospital universitário. O corpus foi processado pelo programa computacional IRAMUTEQ que permitiu a realização da análise de Classificação Hierárquica Descendente favorecendo a identificação de diferentes classes nas narrativas apresentadas. Para efeito deste trabalho, foi analisada a classe 1 intitulada A prática de sentar e contar história que indicou a presença de diferentes significações sobre o cuidado de crianças no contexto hospitalar junto aos profissionais entrevistados. Elas remetem historicamente tanto ao paradigma da Medicina flexneriana quanto ao da Política Nacional de Humanização, e se apresentaram como matéria prima para a elaboração de novas narrativas, retratando diferentes contextos de interação nas práticas de cuidado abordadas.

Palavras-chave: práticas de cuidado; narrativa; representações sociais; enfermaria pediátrica.

ABSTRACT: This study aims to comprehend and identify the meanings' network about the child care practices in the hospital context according to the professional staff that work in a pediatric ward. Therefore, its fundamentals is based on the social representations theory (Moscovici, 2012), connecting the possible articulation points with the studies of Bruner about the narrative (2001, 2002, 2008, 2014), searching for an understanding about the imbrication of an intervention project and meanings sharing (Jodelet, 2007). Eleven semi structured interviews were realized with the professional staff of different fields of action that work in a pediatric ward in a university hospital. The study corpus was processed by the computational program IRAMUTEQ that allowed the realization of the Descendent Hierarchical Classification analyses favoring the identification of different classes in the represented narratives. For the purpose of this work, the Class One entitled as The practice of sitting and storytelling was analyzed and indicated the presence of a few different meanings about the child care in the hospital context among the interviewed professionals. The meanings refer historically to both the Flexnerian Medicine Paradigm and to the Humanization National Politics, and presented themselves as raw material to the new narratives elaboration, delineating different contexts of interaction on the approached practices and cares.

Keywords: care practices; narrative; social representations; pediatric ward.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.