A INTERVENÇÃO EDUCATIVA NA BRINCADEIRA DA CRIANÇA COM AUTISMO

  • Talita Brasileiro Vaz Penatieri
  • José Francisco Chicon
  • Fabiana Zanol Araújo

Resumo

Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar as contribuições da intervenção educativa no desenvolvimento do brincar de uma criança pequena com autismo, em uma brinquedoteca cuja proposta é inclusiva. Tomaram-se como referência os princípios da Psicologia HistóricoCultural para compreender os aspectos do desenvolvimento infantil e da intervenção educativa. A investigação inspirou-se nas orientações do estudo de caso. Para o recolhimento de informações relevantes, utilizaram-se os procedimentos: observação participante; entrevista e conversas informais realizadas com familiares da criança; e análise de relatórios sobre esta. O material coletado foi registrado em diário de campo. Dois eixos foram selecionados para análise, pelas contribuições que trouxeram para a discussão realizada sobre a ação educativa dos brinquedistas: o incentivo à aproximação de outras crianças e adultos e a participação nas atividades coletivas; e a potencialização da brincadeira da criança. Na discussão dos resultados, ressaltam-se intervenções caracterizadas, sobretudo, pelo caráter lúdico que as perpassavam; pela empatia e pela aposta nas possibilidades de avanço no desenvolvimento da criança; pela atenção à significação de suas ações, inserindo-as em um universo simbólico; e pelo investimento em ações lúdicas realizadas em colaboração com o adulto.

Palavras-chave: Intervenção Educativa. Brincadeira. Autismo.

Publicado
2019-12-31
Seção
Artigos - Fluxo Contínuo