Lendo o Pernalonga: a construção imagética do inimigo japonês em Bugs bunny nips the nips (1944)

Inajara Barbosa Paulo

Resumo


O presente artigo tem como objetivo o debate sobre a representação do japonês no curta de animação Bugs Bunny nips the nips2, da série Merrie Melodies3, lançado pela Warner Bros em 1944. É notório que nas produções hollywoodianas do período da Segunda Guerra, onde este desenho está inserido, havia um empenho na construção imagética dos inimigos americanos: os nazistas e os japoneses. Enquanto se tinha um esforço em se distinguir nazistas do próprio povo alemão, o mesmo não acontecia com os japoneses, o que repercutiu numa crescente onda de violência para com os nipo-americanos.

Além disto, a animação merece ser levada a sério como um documento histórico, haja vista que os mesmos são um testemunho satírico, uma representação dos sentimentos e humores dos Estados Unidos nos anos quarenta. Neste trabalho, será mostrado a importância que tais desenhos tiveram, não só como um retrato da época em que estão inscritos para o historiador, mas também o seu papel na formulação pictórica do inimigo americano que despontava ao oriente: o Japão.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.