Violência contra mulheres idosas em denúncias e práticas policiais

Luciana Silveira

Resumo


A proposta deste trabalho é analisar a violência contra mulheres idosas na cidade de Vitória (ES) a partir das denúncias registradas na Delegacia de Atendimento e Proteção à Pessoa Idosa, durante os anos de 2010 a 2012, e das observações da pesquisadora do cotidiano daquela instituição. Buscou-se discutir o argumento baseado na presença do álcool e de outras drogas, frequentemente mencionado nos relatos dos boletins de ocorrência e no discurso policial dirigido à mídia e igualmente observado nas práticas da delegacia. Acredita-se que fatores estruturais, tal como o vício em álcool e drogas, assumem papel importante no desencadeamento dos casos analisados, contudo, a violência contra mulheres idosas deve ser compreendida, sobretudo, a partir das categorias de gênero (SAFFIOTI, 2004) e de geração (MOTTA, 2009), como uma expressão das relações e desigualdades entre homens e mulheres e das representações sociais da velhice. Além disso, a análise aponta para a ocorrência de múltiplas vitimizações, por parte dos filhos e netos, que são seus principais agressores dentro do âmbito familiar e doméstico, mas também para a violência simbólica no âmbito institucional.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.