Movimento feminino pela anistia: análise dos núcleos Ceará e Belo Horizonte

Maria Heloiza Batista Lourenço

Resumo


O Movimento Feminino Pela Anistia surge no cenário político brasileiro no fim da década de 1970. Visando a conquista da Anistia política brasileira, o MFPA surge em 1975, sob o governo do General Ernesto Geisel. Nesse momento histórico o Brasil vive o fim da euforia causada pelo milagre econômico, e se inicia uma grave crise. Apesar do período governo por Geisel ser considerado por alguns como mais tranquilo em relação ao aparato repressivo, observa-se uma repressão silenciosa. Nesse contexto, surge um Movimento exclusivamente feito por mulheres que luta em favor dos atingidos pelo regime militar, com um objetivo inicial de conquista da anistia. Observamos nesse artigo que o Movimento Feminino Pela Anistia se expande para outros estados em forma de núcleos. Esse trabalho discutirá os núcleos dos estados do Ceará e Minas Gerais. Além disso, será analisada a figura emblemática da presidente do Movimento Therezinha Godoy Zerbine e sua postura que divide opiniões entre as integrantes do MFPA.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.