“Eu era puritano”: Homossexualidades em Vitória-ES nas décadas de 1970 e 1980 sob a ótica de um gay discreto

Randas Gabriel Aguiar Freitas

Resumo


Com o golpe de 1964 os militares, que então no poder, se apropriaram de discursos e concepções conservadoras. Esses discursos e concepções fizeram com que o governo militar passasse a dedicar atenção às homossexualidades, que resultou em decretos e portarias em âmbitos municipais e estaduais, de controle e repressão as homossexualidades. O livro Ditadura e Homossexualidades: repressão, resistência e a busca da verdade, organizado por James Naylor Green e Renan Honório Quinalha aborda grandes centros urbanos dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. A partir disso, esse trabalho busca testar hipóteses defendidas em seus capítulos com os aportes da História Oral, dando ênfase ao Espírito Santo. Para realizar essa pesquisa foi adotada a História Oral Temática, na tentativa de testar hipóteses e buscar perspectivas de época com o entrevistado. As questões foram relacionadas a eixos temáticos como: 1) relação esquerda e homossexualidades; 2) associação de travestis a criminalidade e prostituição; 3) questão da AIDS; 4) locais frequentados por um público homossexual em Vitória; 5) Repressão estatal no Espírito Santo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.