A moldura literária em "Não entres tão depressa nessa noite escura", de António Lobo Antunes

Aline Prúcoli de Souza

Resumo


Resumo: Com base no livro-poema Não entres tão depressa nessa noite escura, do escritor português António Lobo Antunes, relacionamos a literatura e a pintura, procurando entender especificamente a funcionalidade da moldura, elemento arbitrariamente delimitador, no trabalho de composição pictórico e discursivo. Realizamos, em outras palavras, uma análise homológica a partir da tentativa de “transposição” desse elemento da tela de pintura para a obra literária. Nosso objetivo é ampliar o potencial semântico da leitura ao analisarmos os paratextos editoriais à luz da teoria das artes ditas plásticas, especialmente da Pintura ­– em sua dimensão material mais tradicional. Realizamos, portanto, uma pequena associação entre os dois gêneros artísticos – Literatura e Pintura – a partir do atual contexto das relações interartes.

Palavras-chave: Moldura; Literatura; Pintura; António Lobo Antunes.

 

Resumen: Basado en el libro Não entres tão depressa nessa noite escura (No entres tan rápido en esta noche oscura), del escritor portugués Antonio Lobo Antunes, buscando especificamente entender la funcionalidad del marco, elemento arbitrariamente delimitador en el trabajo de composición pictórico. Llevamos a cabo en otras palabras, un análisis homológico apartir del intento de trasposición de ese elemento del lienzo a la obra literaria. Nuestro objetivo es ampliar el potencial semántico de la lectura al analizar los paratextos a la luz de la teoría de dichas artes plásticas, especialmente de la Pintura – en su dimensión material más tradicional.  Por lo tanto, llevamos a cabo una pequeña asociación entre los dos géneros artísticos – Literatura y Pintura – apartir del contexto actual de las relaciones interartes.

Palabras clave: Marco; literatura; pintura; Antonio Lobo Antunes.

 

Abstract: Basing ourselves on the book-poem Não entres tão depressa nessa noite escura (Don’t Enter That Dark Night So Fast) by the Portuguese writer António Lobo Antunes, we relate literature and painting, trying to understand what exactly is the framing funcionality, an element arbitrarily limiting, in the work of pictorial and discursive composition. In other words, we make a homological analysis from the attempt to “transpose” this element from painting into the literary work. Our objective is to widen the reading semantic potential when analysing the editorial paratexts in the light of the so-called fine arts theories, specially Painting – in its more traditional material dimension. We make, therefore, a modest association between both artistic genres – Literature and Painting – from the current context of interart relationships.

Keywords: Frame; Literature; Painting; António Lobo Antunes.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, A. L. (2008). Não entres tão depressa nessa noite escura. 6ª edição. Ne Varietur. Lisboa.

DERRIDA, J. (2012). Pensar em não ver: escritos sobre as artes do visível (1979/2004). Trad. de Marcelo Jacques de Moraes. Florianópolis: UFSC.

GENETTE, G. (2009). Paratextos editoriais. Trad. de Álvaro Faleiros. Cotia: Ateliê.

KLEE, P. (2001). Sobre a arte moderna e outros ensaios. Trad. de Pedro Süssekind. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

SCHNAIDERMAN, B. (Org.) (1979). Semiótica russa. Trad. de Aurora Fornoni Bernardini. São Paulo: Perspectiva.

SEIXO, Maria A. (2013). Dicionário da obra de António Lobo Antunes. Vol II. In: NAVAS, Diana. Figurações da escrita: a metaficção nos romances de António Lobo Antunes. São Paulo: Scortecci.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




_____________

ISSN: 2316-1620

_____________

QUALIS:

Interdisciplinar B2

Administração B3

História B3

Sociologia B4

Antropologia B4

Ciência Política B5

____________________________________________________________________________________________________

INDEXADORES e DIRETÓRIOS

                                                

                                            

                                

   ____________________________________________________________________________________________________
NAS REDES SOCIAIS:
 
       

____________________________________________________________________________________________________

ciências humanas e sociais