UMA TIPOLOGIA EM SAÚDE AMBIENTAL PARA A MACROMETRÓPOLE PAULISTA (MMP) E SUA CONTRIBUIÇÃO COMO INSTRUMENTO ANÁLITICO DE UMA TRÍADE CONSTITUTIVA DO ESPAÇO NA SOCIDADE CAPITALISTA CONTEMPORÂNEA

  • Natasha Ceretti Maria Faculdade de Saúde Pública (USP)
  • Antônio Ralph Sousa Medeiros Faculdade de Saúde Pública (USP)
  • Anne Dorothee Slovic Faculdade de Saúde (USP)

Resumo

RESUMO: Este estudo propôs uma tipologia em Saúde Ambiental para os municípios que integram uma região denominada Macrometrópole Paulista (MMP), e por meio de sua representação espacial explorou uma tríade constitutiva do espaço na sociedade capitalista contemporânea. A MMP é a maior evidência de uma transição metropolitana, que vêm exigindo, novos instrumentos analíticos que permitam conhecer as características do desenvolvimento regional e suas implicações ao planejamento urbano desses territórios.

Publicado
2019-11-28
Seção
GT-2: Metrópole, metropolização e dinâmica espacial contemporânea