OS DIFERENTES URBANOS DO DELTA DO AMAZONAS: UMA ABORDAGEM SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS PEQUENAS CIDADES

Resumo

Este artigo tem como principal objetivo fazer uma abordagem teórica sobre a importância das pequenas cidades do Delta do Rio Amazonas na rede e hierarquia urbana local regional. As propostas de categorização de cidades quase sempre são feitas destacando apenas o papel dos grandes centros ou das Regiões Metropolitanas, não considerando a importância e o papel das pequenas cidades na estruturação da rede e hierarquia urbana local e regional. Neste sentido, o presente artigo busca fazer uma discussão teórica sobre diversidade das pequenas cidades na região do Delta do Rio Amazonas, considerando a realidade geográfica local e regional.

Biografia do Autor

Monique Bruna Silva do Carmo, Universidade do Vale do Paraíba

Bacharel em Geografia. Mestrado em Planejamento Urbano e Regional . Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Planejamento Urbano e Regional na Universidade do Vale do Paraíba.

Área de atuação: geografia urbana, planejamento urbano e geotecnologias.

Os principais interesses de pesquisa são: estudo de pequenas cidades da região amazônica,  tipologia urbana de pequenas cidades na Amazônia. 

Sandra Maria Fonseca da Costa, Universidade do Vale do Paraíba

Geógrafa. Mestre em Sensoriamento Remoto. Doutora em Informação Espacial. Professora associada do Programa de Pós-graduação em Planejamento Urbano e Regional na Universidade do Vale do Paraíba. 

Área de Atuação: geografia urbana, planejamento urbano, geotecnologias, degradação ambiental e crescimento urbano.

Os principais interesses de pesquisa são: estudo de pequenas cidades da região amazônica, crescimento e expansão urbana e resiliencia urbana. 

Referências

BECKER, B. K. Amazônia. São Paulo: Ática, 1991a.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Regiões de influência das cidades 2007. Rio de Janeiro: IBGE, 2008.

BROWDER, J. O.; GODFREY, B. J. Rainforest Cities: Urbanization, development, and globalization of the Brazilian Amazon. N.Y: Columbia University Press, 1997, 429p.

COSTA, S. M. F.; BRONDIZIO, E. As Cidades Pequenas do Estuario do Rio Amazonas: Crescimento Urbano e Rede Sociais da cidade de Ponta de Pedras, PA. In: SIMPOSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA-SIMPURB, 11, 2009. Anais… Brasilia: UNB, 2009.

COSTA, S. M. F.; BRONDIZIO, E. Inter-urban Dependency in Amazon Cities: Urban Growth and Social Networks. AAG Annual Meeting (2008).

Costa, S. M. F., Carmo, M. B. S., & Barja, P. R. (2019). The urban hierarchy at the delta of the Amazon River and the importance of small cities. urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, 11, e20180014. https://doi.org/10.1590/2175- 3369.011.001.AO09

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). [Material Institutional]. Disponível em <http://www.ibge.gov.br>, acessado em 2014.

MARINHO, T. P. ; SCHOR, T. Segregação socioespacial, dinâmica populacional e rede urbana na cidade de Parintins/ AM. Geografares, Revista do Mestrado e do Departamento de Geografia, Centro de Ciências Humanas e Naturais, Universidade Federal do Espírito Santo, v. 7, p. 77-92, 2009.

OLIVEIRA, E.S Devoção, tambor e canto: Um Estudo etnolingístico da tradição oral de Mazagão Velho. (Tese de Doutorado em Letras). Universidade de São Paulo: 2015

STEPHEN G. PERZ .The quality of urban environmente in the Brasilian Amazon Social Indicators Research 49: 181-212, 1999.

TRINDADE JUNIOR, S. C. C. A cidade na Floresta: os “grandes Objetos” como expressões do meio técnico-científico informacional no espaço Amazônico. Revista IEB, n. 50, mar/ set, 2010.

TRINDADE JR., S-C. C. . A cidade e o rio na Amazônia: mudanças e permanências face às transformações sub-regionais. Terceira Margem: Amazônia , v. 1, p. 171-183, 2013.

TRINDADE JUNIOR, S. C. C.; SILVA, M. A. P.; AMARAL, M. D. B. Das janelas ás portas para os rios: compreendendo as cidades ribeirinhas da Amazônia. In: TRINDADE JUNIOR, S. C. C.; TAVARES, M. G. C. (orgs). Cidades Ribeirinhas da Amazônia: mudanças e permanências. Belém: EDUFPA, 2008.

Publicado
2019-12-08
Seção
GT-15: Brasil Não-Metropolitano: Temporalidades e Espacialidades Urbanas