O CONSUMO DA PAISAGEM DO CENTRO HISTÓRICO DE MUQUI – ES COMO EXPRESSÃO DO PERÍODO TÉCNICO-CIENTÍFICO-INFORMACIONAL

  • Camilla Ribeiro Leal Universidade Federal Fluminense
  • Silvana Cristina da Silva Universidade Federal Fluminense

Resumo

Esta pesquisa buscou a compreender a inserção de Muqui – ES, uma cidade pequena, na dinâmica da rede urbana frente as transformações do meio técnico-científico informacional. A formação territorial de Muqui teve importância devido a economia cafeeira. Desse período a cidade herdou uma paisagem urbana que vem sendo ressignificada. Houve um processo de patrimonialização do Centro Histórico de Muqui, que se caracteriza como o maior sítio histórico do estado do ES. Deste modo, procurou-se entender como se deu o processo de dinamização dos fluxos na rede urbana em que Muqui está inserida. Para tanto, recorreu-se a análise do espaço urbano, contextualizando o com a rede urbana na qual a cidade está inserida. No decorrer dos últimos anos, os eventos sediados na cidade fizeram com que as atividades terciárias sofressem uma expansão qualitativa e quantitativa, tornando o lugar cada vez mais atrativo para o capital comercial e das artes.

Biografia do Autor

Camilla Ribeiro Leal, Universidade Federal Fluminense
Estudante de Geografia pela Universidade Federal Fluminense.
Silvana Cristina da Silva, Universidade Federal Fluminense
Professora de Geografia Urbana e Geografia Política do Departamento de Geografia da Universidade Federal Fluminense.

Referências

CASTRO, Janio R. B. de. A proposição do conceito de centralidade cultural e a promoção de eventos festivos como estratégia de turistificação de pequenas cidades: reflexões a partir de alguns estudos de casos. In: Cidades médias e pequenas: teorias, conceitos e estudos de caso. Diva Maria Ferlin Lopes, Wendel Henrique (orgs.). Salvador: SEI, 2010. 250 p. il. Série estudos e pesquisas, 87.

CORRÊA, R. L. A Rede Urbana. São Paulo: Editora Ática, 1989.

CORRÊA, R. L. Globalização e reestruturação da rede urbana: uma nota sobre as pequenas cidades. Território, Rio de Janeiro, v. 4, n. 6, p. 41-53, 1999.

CORIOLANO, L. N. M. T. Turismo: Prática Social de Apropriação e de Denominação de Territórios. In: LEMOS, Amalia I. G. de; ARROYO, Mónica; SILVEIRA, Maria Laura (orgs.), América Latina: cidade, campo e turismo. Buenos Aires, Clacso, 2006, p. 367- 378.

CRUZ, R. C. A. Planejamento Governamental do Turismo: Convergências e Contradições na Produção do Espaço. In: LEMOS, Amalia Inés Geraiges de; ARROYO, Mónica; SILVEIRA, Maria Laura (orgs.), América Latina: cidade, campo e turismo. Buenos Aires, Clacso, 2006, p. 337-350.

FRESCA, T.M. Centros locais e pequenas cidades: diferenças necessárias. Mercator, número especial, p. 75-81, dez. 2010.

HARVEY, David. A produção capitalista do espaço. São Paulo: AnnaBlume, 2005, p. 251.

HAUTEQUESTT FILHO, Genildo C. Arquitetura urbana do café em Muqui-Es. 2011. 249 f. Dissertação (Mestrado em Artes) – Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória. 2011.

IBGE (INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA). Cidades. 2016. Disponível em: <http://cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=320380/> Acesso em: 09 de setembro. 2017.

JURADO DA SILVA, Paulo F. Cidades pequenas e indústria: contribuição para a análise da dinâmica econômica na região de Presidente Prudente/SP. (Dissertação de Mestrado em Geografia). Presidente Prudente: FCT/UNESP, 2011. 282 f.

LUCHIARI, M. T. D. Paes. Patrimônio cultural – uso público e privatização do espaço urbano. In: XI Encontro Nacional Da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa Em Planejamento Urbano e Regional – ANPUR, 11., 2005, Salvador. Anais... Salvador: ANPUR, 2005, p. 1-17.

NICOLAU, Ricardo Alexandre. A identidade socioespacial e constituição territorial: o papel das dinâmicas econômicas na conservação do patrimônio. 2010. 176 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória. 2010.

PESSOTTI, Luciene. Arquitetura Cafeeira do Sul do Espírito Santo: o casario histórico de Muqui. III Encontro Da Associação Nacional De Pesquisa E Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. Data?

SANTOS, Milton. Sociedade e espaço: a formação social como teoria e como método. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo: AGB, 1977, p. 81- 99.

SANTOS, Milton. Espaço e método. São Paulo: Hucitec, 1985.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único a consciência universal. 7 ed. Rio de Janeiro: Record, 2001.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: EDUSP, 2014.

TREVEZAN, Raquel. Moradores do Espírito Santo aderem ao 'Cama & Café'. Disponível em: http://www.es.agenciasebrae.com.br/sites/asn/uf/ES/moradores-do-espirito-santo-aderem- ao camacafe,30e06f1c2a156410VgnVCM1000003b74010aRCRD>. Acesso em 29/07/2017.

URRY, John. olhar do turista, O. Studio Nobel, 1996.

Publicado
2019-12-08
Seção
GT-15: Brasil Não-Metropolitano: Temporalidades e Espacialidades Urbanas