PAISAGEM SONORA: O CASO DE CONSERVATÓRIA, DISTRITO DE VALENÇA/RJ

  • Claudio Sebastião Barbosa Guimarães Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

Conservatória, distrito de Valença, no Estado do Rio de Janeiro, manteve uma manifestação cultural muito peculiar, desvanecida ao longo do tempo por atos políticos e a ascensão do rádio e televisão, a serenata. O ato de caminhar na rua, sob o luar e as estrelas ao som de violões e uma pequena multidão apaixonada por músicas brasileiras dolentes, fazem o pequeno distrito ser conhecido como a “capital da seresta e serenata”, modificando o espaço ao seu redor. A história de Conservatória se confunde com a história da serenata, construindo uma paisagem sonora única durante os fins de semana. Este trabalho busca entender como a música influenciou a produção do espaço em Conservatória.
Publicado
2019-12-07
Seção
GT-10: Práticas culturais na produção da cidade