À ESPERA DO PROGRESSO: A ESTRADA DE FERRO DE BATURITÉ RUMO A CIDADE DO CRATO NO SÉCULO XIX

  • Igor Carlos Feitosa Alencar Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Resumo

Esse trabalho trata de aproximações com objeto de estudo de uma pesquisa de mestrado. São esforços na busca de contextualização da Província cearense no final do século XIX, objetivando entender como se dava naquele período a defesa da necessidade do prolongamento da Estrada de Ferro de Baturité até a cidade do Crato, esta que, naquele período, apresentava uma dinâmica intraurbana de centro comercial da região do Cariri cearense. Analisando relatórios de Presidentes da Província e matérias jornalísticas, além de dados econômicos que fazem parte do levantamento bibliográfico, é possível identificar dois eixos de argumentação por parte da classe senhorial fortalezense interessada na conclusão da obra, demonstrando que para além do escoamento da produção haviam interesses ideológicos fundados numa disputa política interna sob os quais a chegada da linha férrea até o Crato se fazia fundamental.

Referências

ASSIS, Raimundo Jucier. Sousa de. Ferrovias de papel: projetos de domínios territoriais no Ceará (1864-1880). 2011. 166 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Ciências, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2011.

CORTEZ, Ana Isabel Ribeiro Parente. Memória descarrilhadas: o trem na cidade do Crato. 2008. 245 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Ceará, Departamento de História, Programa de Pós-Graduação em História Social, Fortaleza-CE, 2008.

GUABIRABARA, Maria Célia de Araújo. Ceará. A crise permanente do modelo exportador (1850-1930). Fortaleza: Edições IMOPEC, 1989.

HORACIO, Gustavo. Descripção da Cidade do Crato em 1882. Revistas do Instituto do Ceará, Fortaleza, n. 20, p.313-320, 1906.

LIMA JUNIOR, Francisco do O' de. Estrutura produtiva e rede urbana no Estado do Ceará durante o período de 1980-2010. 2014. 264 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. 2014

MENEZES, Paulo Elpídio de. O Crato de meu tempo. Fortaleza: Edições UFC. Col. Alagadiço Novo, 1985.

MINISTERIO DA INDUSTRIA, VIAÇÃO E OBRAS PUBLICAS. Synopse do Recenseamento de 31 de Dezembro de 1900. Typographia da Estatistica. Rio de Janeiro, 1905

MORAES, Antonio Carlos Robert. Ideologias Geográficas. 4ª ed. São Paulo: Hucitec, 2002. 155 p

SOUSA NETO, Manoel Fernandes de. Planos Para o Império: os planos de viação do Segundo Reinado (1869-1889). Tese de Doutorado. São Paulo: FFLCH/USP, 2004. 192p.

Fontes Documentais

Jornais

Jornal “A Lucta (CE)” - Ano 1922Edição 00572

Jornal “A Lucta (CE)” - Ano 1923Edição 00604

Relatórios de Presidentes da Província do Ceará

Relatório apresentado á Assembléa Legislativa Provincial do Ceará pelo excellentissimo senhor dr. José Bento da Cunha Figueiredo Junior, por occasião da installação da mesma Assembléa no dia 1o de outubro de 1862.

Relatório apresentado á Assembléa Legislativa Provincial do Ceará pelo excellentissimo senhor dr. José Bento da Cunha Figueiredo Junior, por occasião da installação da mesma Assembléa no dia 9 de outubro de 1863. Ceará, Typ. Cearense, 1863.

Relatório apresentado á Assembléa Legislativa Provincial do Ceará pelo excellentissimo senhor dr. Lafayette Rodrigues Pereira, por occasião da installação da mesma Assembléa no 1º de outubro de 1864. [n.p.] Typ. Brazileira de Paiva & Comp., 1864

Relatório com que o excelentíssimo senhor doutor Pedro Leão Vellozo passou a administração da Província ao excelentíssimo senhor 1.º vice Presidente Dr. Antonio Joaquim Rodrigues Junior, no dia 22 de abril de 1868. Ceará, 1868.

Publicado
2019-12-06
Seção
GT-8: Geografia histórica urbana