DINÂMICAS ESPAÇO-TEMPORAIS E A CENTRALIDADE URBANORREGIONAL DE MOSSORÓ-RN

  • Moacir Vieira da Silva Professor da Rede Básica de Ensino do Estado do Rio Grande do Norte; mestre em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte https://orcid.org/0000-0003-1628-0935

Resumo

O presente artigo trata-se de um estudo que objetiva analisar e explicar o processo de conformação e reafirmação histórica e espacial da centralidade urbanorregional da cidade de Mossoró, RN; adotou-se como procedimento metodológico, a leitura, a discussão e a análise de textos históricos e geográficos que explicam e contextualizam o fenômeno da centralidade regional nesse espaço urbano. Esse trabalho está estruturado em três partes que versam sobre as diferentes etapas de configuração espaço-temporal de sua centralidade, a saber: Mossoró como Empório Comercial; como espaço (urbano) Agroindustrial; e como uma cidade economicamente “terciária”. Constatou-se que essa urbe tem se configurado, do ponto de vista histórico, espacial e funcional, como uma centralidade regional que atrai continuamente diversos fluxos para o seu núcleo urbano em função de suas atividades econômicas.

Referências

ANDRADE, M. C. de. A produção do espaço norte-rio-grandense. Natal: UFRN, 1981.

BECKER, B. K; EGLER, C. G. Brasil: uma nova potência regional na economia-mundo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1993.

CARLOS, A. F. A. A cidade e a organização do espaço. Revista de Geografia da USP. São Paulo: 1982.

CASCUDO, L. C. Notas e documentos para a História de Mossoró. 4. ed. Coleção Mossoroense. Mossoró: ESAM, 2001.

CHRISTALLER, W. Os lugares centrais na Alemanha do Sul. Tradução de Mário Antonio Eufrásio. São Paulo: [s.n.], 1981.

COUTO, E. M. J. Evolução do comércio e dos serviços em Mossoró (RN). In: ENCONTRO NACIONAL DOS GEÓGRAFOS, 16, 2010, Porto Alegre. Anais do XVI Encontro Nacional dos Geógrafos. Porto Alegre: Agb, 2010. p. 1 - 11.

ELIAS, D; PEQUENO, R. Mossoró: o novo espaço da produção globalizada e aprofundamento das desigualdades socioespaciais. In: SPOSITO, M. E; ELIAS, D; SOARES, B. R. (Org.). Agentes econômicos e reestruturação urbana e regional: Passo Fundo e Mossoró. São Paulo: Expressão Popular, 2010. p. 101-283.

FELIPE, J. L. A.. Elementos de Geografia do Rio Grande do Norte. Natal: Editora Universitária, 1988.

______. Mossoró: um espaço em questão. 1980. Mossoró (RN): Coleção Mossoroense, 1980.

______. Organização do espaço urbano de Mossoró. Fundação Guimarães Duque: Coleção Mossoroense, série C, vol.CCXXXVI, 1982.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Regiões de influência das cidades 2007 (Regic). Rio de Janeiro: 2008.

MORAES, A. C. R.; COSTAS, W. M. da. Geografia Crítica: a valorização do espaço. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1987.

OLIVEIRA, J. P. Mossoró: espaço urbano e questões habitacionais: Análises sobre a dinâmica urbana mossoroense e a inserção da questão habitacional. Mossoró-RN: UERN, 2014.

______. Reflexões a respeito da evolução histórica da centralidade regional de Mossoró-rn e suas influências no espaço da cidade. Geotemas, Pau dos Ferros, v. 2, n. 1, p.73-86, 2012.

PINHEIRO, K. L. C. B. Processo de urbanização da cidade de Mossoró: histórico da expansão urbana da cidade de Mossoró desde 1772 até os dias atuais. Natal: CEFET-RN, 2007.

ROCHA, A. P. B. Expansão urbana de Mossoró: período de 1980 a 2004. Natal: UFRN, 2009.

SANTOS, C. D. dos. A cidade de Mossoró, Rio Grande do Norte: processo de formação e produção do espaço urbano. Mercator, [s.l.], v. 8, n. 17, p.97-108, 31 dez. 2009.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2006.

______. Espaço e método. 5. ed. São Paulo: Edusp, 2012a.

______. Por uma geografia nova. 6. ed. São Paulo: Edusp, 2012b.

Publicado
2019-12-06
Seção
GT-8: Geografia histórica urbana