O espaço público no contexto de grandes projetos de requalificação urbana: o caso da Estação das Docas em Belém-PA

  • Adailson Soares Dantas Universidade Federal do Pará

Resumo

Ponto turístico que se destaca no cenário da capital do Estado do Pará, a Estação das Docas é também um espaço permeado por controvérsias. Nascida no âmbito de grandes projetos urbanos de revitalização no começo da década de 2000, se caracteriza como um “oásis” moderno, de arquitetura arrojada e esteticamente bela no centro histórico de Belém, contando com restaurantes, bares e lojas, voltados sobretudo para turistas e para a população de maior poder aquisitivo. Este artigo tem como intenção discutir, através de entrevistas feitas no local e pesquisa bibliográfica, como o espaço público é tratado no âmbito de grandes projetos urbanos de revitalização e a possibilidade de a Estação das Docas ser um espaço que permita a criação e transformação da vida social baseada no exercício da cidadania.

Referências

AMENDOLA, Giandomenico. La Ciudad Postmoderna: Magia y miedo de la Metrópolis Contemporánea. Madrid: Celeste Ediciones, 2000.

ARANTES, Otília; VAINER, Carlos; MARICATO, Ermínia. A cidade do pensamento único: Desmanchando consensos. Petrópolis: Editora Vozes, 2000. 192 p. (Coleção Zero à esquerda).

BONDUKI, Nabil. Intervenções urbanas na recuperação de centros históricos. Brasília: Iphan, 2010. 376 p. (Programa Monumenta).

FIGUEIREDO, Silvio Lima. Espaços Públicos nas cidades: Notas sobre o ordenamento, acessibilidade e turistificação. In: FIGUEIREDO, Silvio Lima (Org.). Turismo, lazer e planejamento urbano e regional. Belém: Naea, 2008. p. 79-91.

GOMES, Paulo Cesar da Costa. Espaços públicos: um modo de ser do espaço, um modo de ser no espaço. In: CASTRO, Iná Elias de; GOMES, Paulo Cesar da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato (Org.). Olhares Geográficos: Modos de ver e viver o espaço. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012. p. 19-41.

HARVEY, David. Cidades Rebeldes: Do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. 9. ed. São Paulo: Loyola, 2000.

LEFÈBVRE, Henri. O direito à cidade. 5. ed. São Paulo: Centauro, 2001.

LEITE, Rogério Proença. Contra-usos da cidade: Lugares e espaço público na experiência urbana contemporânea. Campinas: Editora da Unicamp, 2004.

MARTINS, Anamaria de Aragão. Transformação Urbana: projetando novos bairros em antigas periferias. Brasília: Thesaurus, 2012.

NOVAIS, Pedro. Uma estratégia chamada "Planejamento Estratégico": Deslocamentos espaciais e a atribuição de sentidos na teoria do planejamento urbano. Rio de Janeiro: 7letras, 2010.

SÁNCHEZ, Fernanda et al. PRODUÇÃO DE SENTIDO E PRODUÇÃO DO ESPAÇO: convergências discursivas nos grandes projetos urbanos. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n. 107, p.39-56, jul. 2004.

SERPA, Ângelo. E espaço público na cidade contemporânea. São Paulo: Contexto, 2009.

SOMEKH, Nadia; CAMPOS, Candido Malta. Desenvolvimento local e projetos urbanos. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL., 9., 2001, Rio de Janeiro. Anais... . Rio de Janeiro: Anpur, 2001

SOUZA, Marcelo Lopes de. Fobópole: o medo generalizado e a militarização da questão urbana. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.

TRINDADE, Saint-clair Cordeiro da; AMARAL, Márcio Douglas Brito. REABILITAÇÃO URBANA NA ÁREA CENTRAL DE BELÉM-PARÁ: concepções e tendências de políticas urbanas emergentes. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n. 111, p.73-103, jul. 2006.

VAINER, Carlos et al. Grandes intervenções nas metrópoles brasileiras: Um Contraponto entre os Projetos Ver-o-Peso e Estação das Docas em Belém do Pará. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM PLANEJAMENTO URBANO E REGIONAL - ANPUR, 11., 2005, Salvador. Anais... . Rio de Janeiro: Anpur, 2005.

XIMENES, Juliano Pamplona. A orla de Belém: intervenções e apropriação. 2004. 212 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Planejamento Urbano e Regional, IPPUR, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

Publicado
2019-12-07
Seção
GT-12: Estado, grandes projetos e planejamento corporativo