POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS FAVELAS: ALGUNS DESDOBRAMENTOS ESTRATÉGICOS

  • Marília Paula Cruz Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

Neste presente trabalho venho elaborar um paralelo entre as contradições no espaço urbano do Rio de Janeiro, tendo, como área específica, o Morro da Babilônia. O foco principal é a observação de como, através de algumas políticas públicas implementadas dentro de favelas na verdade se desdobram em formas de expropriação e facilitação do espraiamento destas pessoas. A partir desta análise a ideia é compreender como o espraiamento sistêmico de pessoas (pobres) acirra as relações sociais no espaço partindo da ideia de que a cidade seria a concretização da estratificação social.

Biografia do Autor

Marília Paula Cruz, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Graduanda em Geografia-Licenciatura pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Bolsista de Extensão pelo projeto Geo-grafias.

Referências

BESSA, Eliane da Silva et al. FAVELA E PRESERVAÇÃO DE ÁREAS VERDES NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO: É POSSÍVEL COEXISTIREM? Revista Científica "anap Brasil", Rio de Janeiro, v. 8, n. 12, p.42-56, dez. 2015. Semestral. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2019.

ENCONTRO DA ANPAP, 24., 2015, Santa Maria. APROPRIAÇÕES IMAGÉTICAS DOS ESPAÇOS URBANOS. Santa Maria: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2015. 16 p.

GENTRIFICAÇÃO, A FRONTEIRA E A REESTRUTURAÇÃO DO ESPAÇO URBANO. São Paulo: Geousp, n. 21, 2007. Daniel de Mello Sanfelici.

HARVEY, David. A produção capitalista do espaço. São Paulo: Annablume, 2001.Carlos Szlak.

LEFEBVRE, Henri. A vida cotidiana no mundo moderno. São Paulo: Ática, 1991. Alcides João de Barros.

LEFEBVRE, Henri. O Direito À Cidade. 5. ed. São Paulo: Centauro, 2001. 141 p. Rubens Eduardo Frias.

MAIA, Lorene. UPP Social no PPG: um jogo de letras: (Unidade de Política Pública Social no Pavão-Pavãozinho e CantaGalo: análise de um Programa Social). 2018. 134 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-graduação em Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2018.

MARX, Karl. Manuscritos Econômico Filosóficos. 4. ed. São Paulo: Boitempo, 2010. Jesus Ranieri.

SANTOS, Aline Mendonça dos; CARNEIRO, Vanderson Gonçalves. O movimento da economia solidária no Brasil: uma discussão sobre a possibilidade da unidade através da diversidade. E-cadernosCes, [s.l.], n. 02, p.1-17, 1 dez. 2008. OpenEdition. http://dx.doi.org/10.4000/eces.1260. Disponível em: <https://journals.openedition.org/eces/1260>. Acesso em: 27 jun. 2019.

SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE URBANIZAÇÃO DE FAVELAS, 2., 2016, Rio de Janeiro. UM TOUR PELA EXPANSÃO DAS FRONTEIRAS DA FAVELA TURÍSTICA. Rio de Janeiro: Urb Favelas, 2016. 14 p. Disponível em: <http://www.sisgeenco.com.br/sistema/urbfavelas/anais2016/ARQUIVOS/GT4-223-194-20161013181156.pdf>. Acesso em: 27 jun. 2019.

SOUZA, Jessé de. A ELITE DO ATRASO: DA ESCRAVIDÃO À LAVA JATO. Rio de Janeiro: Leya, 2017. 239 p.

Publicado
2019-12-06
Seção
GT-7: Produção do espaço urbano numa perspectiva crítica