AGRONEGÓCIO, REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA E O AVANÇO DA URBANIZAÇÃO NA FRONTEIRA AGRÍCOLA DO BIOMA CERRADOS DO CENTRO-NORTE DO BRASIL

Resumo

Objetiva-se, nesse texto, abordar de que maneira as transformações produtivas do campo produzem novas dinâmicas econômicas e espaciais no espaço urbano regional. Busca-se analisar a manifestação desse fenômeno na fronteira agrícola dos cerrados do centro-norte do Brasil. Trata-se de um novo espaço regional cuja expansão produtiva associada ao agronegócio conduz a um intenso processo de urbanização com reflexos na dilatação do espaço urbano, nas transformações no mercado de trabalho e no surgimento de novas modalidades de conflitos sociais. Tal urbanização, que atinge um grupo de cidades regionais, é reflexo dos crescentes fluxos migratórios de pessoas de áreas rurais do entorno regional e de outras lugares do país. O controle da terra por um seleto grupo de proprietários, os quais a transformam em mercadoria passível de especulação imobiliária, revela uma das dimensões da segregação socioespacial desse espaço urbano.

Biografia do Autor

Vicente Eudes Lemos Alves, Departamento de Geografia, Instituto de Geociências (Unicamp)
Professor de Geogradia Humana no Depto de Geografia, do Instituto de Geociências (IG) - Unicamp

Referências

ALVES, Vicente E. L. (Org.). Modernização e regionalização nos cerrados do Centro- Norte do Brasil: Oeste da Bahia, Sul do Maranhão e do Piauí e Leste de Tocantins. Rio de Janeiro: Consequência Editora, 2015. 351p.

ALVES, Vicente E.L. O mercado de terras nos cerrados piauienses: modernização e exclusão. In: Agrária, São Paulo, nos. 10/11, 2009. p. 73-98.

BECKER, Bertha K. Geopolítica da Amazônia: a nova fronteira de recursos. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1982. 233p.

CORRÊA, Roberto Lobato, (2006). Estudos sobre a rede urbana. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006. 336p.

DAMIANI, Amélia Luísa. “Urbanização crítica e situação geográfica a partir da metrópole de São Paulo”. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri; OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de (Orgs.). Geografias de São Paulo: representação e crise da metrópole. São Paulo: Contexto, 2004. p. 19-58.

ELIAS, Denise, (2011). “Agronegócio e novas regionalizações no Brasil”. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v.13, n.2, nov, 2001. p. 154-167.

FREDERICO, Samuel. “As cidades do agronegócio na fronteira agrícola moderna brasileira”. Caderno Prudentino de Geografia [AGB], Presidente Prudente, n. 33, v.1, jan/jul, 2001. p.5-23.

IANNI, Octavio, (2004). Estado e capitalismo. São Paulo: Brasiliense, 2004. 274p.

OLIVEIRA, Ariovaldo U. de. “A Geografia Agrária e as Transformações Territoriais Recentes no Campo Brasileiro”. In CARLOS, A. F. A. (org.). Novos Caminhos da Geografia. São Paulo: Contexto, 2002. p.63-110.

SANTOS, Milton. O espaço dividido: os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. São Paulo: Edusp, 2004. 440p.

SANTOS, M. & Silveira, M.L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro/São Paulo: Editora Record, 2001. 433p.

SANTOS, Milton. A Urbanização Brasileira. São Paulo: Hucitec, 193. 157p.

Publicado
2019-12-07
Seção
GT-13: Transformações no campo e nas cidades em um contexto de globalização