A CIDADE MARAVILHOSA DOS CARTÕES POSTAIS: TRANSFORMAÇÕES URBANAS DO RIO DE JANEIRO E SUAS REPRESENTAÇÕES

Resumo

A cidade do Rio de Janeiro é reconhecida internacionalmente como importante destino turístico, destacando-se em função de elementos naturais componentes da paisagem, mas também devido às intervenções realizadas pelo homem. Procuramos apresentar uma discussão a respeito da produção do espaço urbano vivenciada pela capital fluminense, visando atender ao objetivo estabelecido, que trata de analisar representações da cidade do Rio de Janeiro encontradas em cartões postais, mais notadamente aquelas resultantes de grandes intervenções urbanas, desde os planos de melhoramento e embelezamento aos megaeventos esportivos sediados nas últimas duas décadas, procurando identificar as concepções vigentes em cada período e sua relação com os elementos de maior destaque. Para tanto, utilizaremos referencial que trate do urbano, das concepções aplicadas ao Rio de Janeiro e suas representações.

Referências

ABREU, Mauricio de Almeida. A evolução urbana do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: IPP, 2013.

ALLIS, Thiago. O turismo como mote para os grandes projetos urbanos: a versão paulistana. In: VARGAS, Heliana Comin; PAIVA, Ricardo Alexandre (orgs.). Turismo, arquitetura e cidade. Barueri: Manole, 2016.

BESSA, Altamiro Sérgio Mol; ÁLVARES, Lúcia Capanema. As estratégias de empresariamento das cidades. In: MESSA, Altamiro Sérgio Bol; ÁLVARES, Lúcia Capanema. A construção do Turismo – Megaeventos e outras estratégias de venda das cidades. Belo Horizonte: C/Arte, 2014.

BIENENSTEIN, G.; SÁNCHEZ, F.; MASCARENHAS, G.; OLIVEIRA, A. Megaeventos e metrópoles: insumos do Pan-2007 e perspectivas para as Olimpíadas de 2016. In: MASCARENHAS, Gilmar; BIENENSTEIN, Glauco; SÁNCHEZ, Fernanda (orgs.). O jogo continua: megaeventos esportivos e cidades. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011. P.123-161.

BIENENSTEIN, G.; SÁNCHEZ, F.; CRUZ, M.C.M.; GUTERMAN, B.C.; SANTOS, R.R.O.; SOUZA, R.M. Grandes projetos: transformações e rupturas nos espaços urbanos - o caso do Engenhão, no Engenho de Dentro - RJ. In: MASCARENHAS, Gilmar; BIENENSTEIN, Glauco; SÁNCHEZ, Fernanda (orgs.). O jogo continua: megaeventos esportivos e cidades. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011. P.167-193.

COSTA, Amanda Danelli. História e Cultura Urbana Carioca: a natureza turística do Rio de Janeiro entre a Cidade das Letras e a Cidade Maravilhosa. In: Turismo e Território no Brasil e na Itália: novas perspectivas, novos desafios. EdEUERJ, 2014. P. 123-161.

DALZOTO, José Carlos. Cartão-postal, arte e magia. Presidente Prudente: Gráfica Cipola, 2006. 204p.

HARVEY, David. Do gerenciamento ao empresariamento: a transformação da administração urbana no capitalismo tardio. Espaço & debates, 1996. P.48-64.

MARAFON, Glaucio José (et al.). Geografia do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Gramma, 2011.

MARTINS, Marina Cañas. Paisagem em circulação: o imaginário e o patrimônio paisagístico de São Francisco do Sul em cartões-postais 91900-1930). Dissertação de Mestrado. Porto Alegre, 2008. 197p.

MASCARENHAS, Gilmar. Desenvolvimento urbano e grandes eventos esportivos: o legado olímpico nas cidades. In: MASCARENHAS, Gilmar; BIENENSTEIN, Glauco; SÁNCHEZ, Fernanda (orgs.). O jogo continua: megaeventos esportivos e cidades. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011a. P.27-39.

MASCARENHAS, Gilmar. O ideário urbanístico em torno do olimpismo: Barcelona (1992) e Rio de Janeiro (2007). In: MASCARENHAS, Gilmar; BIENENSTEIN, Glauco; SÁNCHEZ, Fernanda (orgs.). O jogo continua: megaeventos esportivos e cidades. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011b. P.41-56.

MASCARENHAS, Gilmar. A produção da cidade olímpica e os sinais da crise do modelo globalitário. Geousp – Espaço e Tempo (online), v.20, n.1, 2016. P.52-68.

PAIVA, Ricardo Alexandre. Eventos e megaeventos: ócio e negócio no turismo. In: VARGAS, Heliana Comin; PAIVA, Ricardo Alexandre (orgs.). Turismo, arquitetura e cidade. Barueri: Manole, 2016.

PIRES, Hindenburgo Francisco. Planejamento e intervenções urbanísticas no Rio de Janeiro: a utopia do plano estratégico e sua inspiração catalã.. In: Biblio 3w, Barcelona, v. 895, 2010.

REZENDE, Vera. Lucia. Ferreira. Motta.. O Plano diretor como processo. E a atuação metropolitana ou regional?. In: OFICINA SOBRE IMPACTOS SOCIAIS, AMBIENTAIS E URBANOS DAS ATIVIDADES PETROLÍFERAS: O CASO DE MACAÉ (RJ). Niteroi: UFF, 2011.

RODRIGUES, Antonio Edmilson Martins; MELLO, Juliana Oakim Bandeira de. As reformas urbanas na cidade do Rio de Janeiro: uma história de contrastes. In: Acervo – Revista do Arquivo Nacional. Rio de Janeiro, v.28, n.1, 2015. P.19-53.

SÁNCHEZ, Fernanda. A [Recriação do Valor do Lugar] o Papel do Turismo Urbanístico. In: Cidades Espetáculo. Política, Planejamento e City Marketing. Curitiba: Editora Palavra. 1997, pp. 79-98.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Os conceitos fundamentais da pesquisa Sócio-espacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

VILLAÇA, Flávio. Dilemas do Plano Diretor. In: Fundação Prefeito Faria Lima – Cepam. O município no século XXI: cenários e perspectivas. São Paulo: Cepam, 1999. P.237-247.

Publicado
2019-12-07
Seção
GT-11: Os lazeres na (re)produção do urbano