A SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL NOS ESPAÇOS DE LAZER EM BELÉM/PA

  • IZABEL NAHUM DIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
  • PABLO RENAN DE SOUZA LOUREIRO

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo evidenciar a segregação socioespacial que ocorre em determinados pontos de lazer da cidade de Belém do Pará, realizando uma análise das características materiais e imateriais desses espaços como reflexos das desigualdades sociais e do processo de justaposição social. Dessa forma, utilizou-se o levantamento bibliográfico e documental, registros fotográficos, além de entrevistas semiestruturadas e trabalhos de campo que possibilitaram a construção de um pensamento crítico acerca dos processos e formas de segregação, assim como, da construção do espaço urbano num âmbito capitalista.  

 

Referências

SERPA, Angelo. Segregação, território e espaço público na cidade contemporânea. In: VASCONCELOS, Pedro de Almeida; CORRÊA. Roberto Lobato; PINTAUDE, Silvana Maria (org.). A cidade contemporânea: segregação espacial. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2016. cap. 8.

CORRÊA, Roberto Lobato. O espaço urbano. 3. ed. São Paulo: Ática, 2002.

CARLOS, Ana Fani Alessandri. A cidade. 8. ed. São Paulo: Contexto, 2007. (Coleção repensando a geografia).

SOUZA, Marcelo Lopes de. O território: Sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, Iná de; GOMES, Paulo Cesar da; CORRÊA, Roberto Lobato (org.). Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. p. 77-116.

Publicado
2019-12-07
Seção
GT-11: Os lazeres na (re)produção do urbano