Centralidade e circuitos da economia urbana: uma análise a partir das atividades de comércio e serviços do bairro Jaderlândia III em Castanhal-PA

  • Jhon Cleber Moraes da Silva Universidade do Estado do Pará

Resumo

Esta pesquisa possui como principal objetivo analisar as características socioespaciais da centralidade urbana exercida pelas atividades de comércio e serviços instaladas ao longo da rua Dr. Adailson da Silva Rodrigues no Bairro Jaderlândia III em Castanhal-PA. Como procedimentos metodológicos realizou-se: aprofundamento teórico sobre o espaço urbano; centro e centralidade urbana e circuitos da economia urbana; levantamento documental do setor sudeste da cidade; trabalhos de campo e entrevistas semiestruturadas com os empreendedores do bairro em evidência. Diante da análise dos dados obtidos, constata-se que a grande concentração de empreendimentos na via, configura-se a partir da expansão urbana da cidade, o que proporciona que a centralidade do eixo exerça atração sob o conjunto de áreas da fração sudeste, constituindo o Jaderlândia III como um subcentro de bairros marcado pela precariedade do circuito inferior da economia urbana.  

Referências

AMARAL, D. B.; RIBEIRO, W. O. Castanhal (PA): entre a dinâmica metropolitana e a centralidade sub-regional de uma cidade média. Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, Amapá, v. 9, n. 1, 2016, p. 77-105. Disponível em: <https://periodicos.unifap.br/index.php/pracs/article/view/2572/0>. Acesso em: 28 de jan. 2019.

ALVES, G. A. As centralidades periféricas: da segregação socioespacial ao direito à cidade. In: Carlos, A. F. A.; SANTOS, C. S.; ALVAREZ, I. P. (Org.). Geografia urbana crítica: teoria e método. São Paulo: Editora contexto, 2018. p. 109-123.

BARRETO, R. O centro e a centralidade urbana – aproximações teóricas a um espaço em mutação: Cadernos curso de doutoramento em Geografia, FLUP, n. 2, 2010, p. 23-41.

CARDOSO, A. L. Assentamentos precários no Brasil: discutindo conceitos. In: MORAIS, M. P.; KRAUSE, C.; LIMA NETO, V. C. (Ed.). Caracterização e tipologia de assentamentos precários: estudos de caso brasileiros. Brasília: Ipea, 2016. p. 29-52.

CARRERA, R. V. O. et al. Lado a lado a precariedade: ocupações e empreendimentos da faixa 1 do PMCMV na cidade de Castanhal/Pa. In: SILVA, C. N.; PAULA, C. Q.; SILVA, J. M. P. (Org.). Produção espacial e dinâmicas socioambientais no Brasil setentrional. Belém: GAPTA/UFPA, 2019. p. 207-236.

CORRÊA, R. L. O espaço urbano. 3 ed. São Paulo: Ática, 1995. 95p.

______. Sobre agentes sociais, escalas e produção do espaço: um texto para discursão. In: CARLOS, A. F. A.; SOUZA, M. L.; SPOSITO, M. E. B. (Org.). A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. São Paulo: Editora contexto, 2017. p. 41-73.

DUARTE, H. S. B. A Cidade do Rio de Janeiro: descentralização das atividades terciárias. Os centros funcionais. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, n. 1, 1974, p. 53-98.

GHIZZ, M. R; ROCHA, M. M. Comércio e lazer: espaço de consumo e consumo do espaço na feira do produtor de Toledo-PR-Brasil. In: Encuentro de Geógrafos de America Latina, n° 12, 2009, Montevideo. Anais... Montevideo: XII EGAL, 2009. Disponível em: <http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal12/Geografiasocioeconomica/Geografiaeconomica/48.pdf>.Acesso em: 10 de fev. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico Brasileiro. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/pa/castanhal.html?>. Acesso em: 13 de fev. 2019.

MARICATO, E. O "Minha Casa" é um avanço, mas segregação urbana fica intocada. Revista Carta Maior, São Paulo, 2009. Disponível em: <https://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/O-Minha-Casa-e-um-avanco-mas-segregacao-urbana-fica-intocada/4/15160>. Acesso em: 12 dez. 2018.

MONTENEGRO, M. R. Globalização, trabalho e pobreza no Brasil metropolitano. O circuito inferior da economia urbana em São Paulo, Brasília, Fortaleza e Belém. 2011. 303f. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

HAESBAERT, R. Precarização, reclusão e “exclusão” territorial. Terra Livre, Goiânia, v. 2, n. 23, 2004, p. 35-52.

ORTIGOZA, S. A. G. Geografia e Consumo: Dinâmicas Sociais e a Produção do Espaço Urbano. 2009. 280f. Tese (Livre Docência) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2009.

RIBEIRO, G. B. Produção do espaço urbano e consumo. Os circuitos da economia urbana em cidades médias: Presidente Prudente (SP). In: Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional, n° 17, 2017, São Paulo. Anais... São Paulo: XVII ENANPUR, 2017. Disponível em: <http://anais.anpur.org.br/index.php/anaisenanpur/article/download/1594/1573/>. Acesso em: 12 de jan. 2019.

RIBEIRO, W. O. Interações espaciais na rede urbana do Nordeste do Pará: particularidades regionais e diferenças de Bragança, Capanema e Castanhal. 2017. 356f. Tese (Doutorado em Geografia) – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, 2017.

SANTOS, Milton. O Espaço Dividido. 2 ed. São Paulo: Edusp, 2004. 440p.

SANTOS, K. P. A produção do espaço urbano e vida cotidiana: uma análise nos diferentes assentamentos urbanos em Castanhal-PA. 2019. 184f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.

SILVEIRA, M. L. Modernização contemporânea e nova constituição dos circuitos da economia urbana. Geousp – Espaço e Tempo (Online), v. 19, n. 2, 2015, p. 246-262. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/geousp/article/view/102778/pdf_1>. Acesso em: 17 de jan. 2019.

SOUZA, M. L. ABC do desenvolvimento urbano. 2 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. 190p.

SPOSITO, M. E. B. Novos conteúdos nas periferias urbanas das cidades médias do Estado de São Paulo, Brasil. Boletín del Instituto de Geografia, México, n. 54, 2004, p. 114-139.

______. Segregação socioespacial e centralidade urbana. In: VASCONCELOS, P.; CORRÊA, R. L.; PINTAUDI, S. M. (Org.). A cidade contemporânea: segregação espacial. São Paulo: Contexto, 2013. p. 61-93.

WHITACKER, A. M.; Inovações tecnológicas, mudanças nos padrões locacionais e na configuração da centralidade em cidades medias. Scripta Nova. vol. 11, n. 245, 2007. Disponível em: <http://www.ub.es/geocrit/sn/sn-24524.htm>. Acesso em: 18 de dez. 2018.

______. Centro da cidade, centralidade intraurbana e cidades médias. In: MAIA, D. S.; SILVA, W. R.; WHITACKER, A. M. (Org.). Centro e centralidade em cidades Médias. São Paulo: Editora Cultura acadêmica, 2017. p. 149-177.

Publicado
2019-11-29
Seção
GT-4:­ Economia urbana, trabalho, comércio e consumo