A FORMA URBANA EM PERSPECTIVA HISTÓRIA: UM OLHAR A PARTIR DA PRAÇA COSTA PEREIRA, VITÓRIA/ES

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar a forma urbana da praça Costa Pereira, localizada no centro histórico de Vitória/ES, enfatizando suas transformações em função do processo de modernização da cidade entre o século XIX e o século XX, do processo de verticalização em meados do século XX, além daquele ligado, posteriormente, ao êxodo de atividades ditas nobres para outras áreas. O estudo baseia-se em revisão bibliográfica, análises iconográficas e cartográficas, pesquisas de campo, além de ensaios volumétricos do uso do solo na praça sob viés temporal. Verificou-se que os processos vigentes foram determinantes nas configurações dos cenários históricos identificados e que o uso/ocupação do solo foram, dos elementos da forma urbana, os que mais se alteraram. Tais estudos mostram-se importantes nos apontamentos em relação à dinâmica deste e de outros espaços públicos, inseridos no mesmo contexto.

Referências

ABREU, Maurício de Almeida. Sobre a memória das cidades. Revista da Faculdade de Letras – Geografia I. Vol. XIV, Porto, 1998. P. 77-97.

ALEX, Sun. Projeto da Praça: convívio e exclusão no espaço público. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2008.

BELLINE, Anna Karine Q. Costa (2014). Espaços públicos abertos e o usufruto da paisagem: 1860 a 1916 – Vitória (ES), 2014. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014.

BENEVOLO, Leonardo. História da Cidade. São Paulo: Editora Perspectiva, 2005.

CALDEIRA, Júnia Marques. A praça brasileira. Trajetória de um espaço urbano: origem e modernidade, 2007. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

CANAL FILHO, Pedro. (2004). Vitória Republicana: um salto para a modernidade, a história do ecletismo do Centro de Vitória contada por André Carloni, Josef Pitlik e a praça Oito de Setembro, 2004. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

CARLOS, Ana Fani A. (2007) O Espaço Urbano: novos escritos sobre a Cidade. São Paulo: Labur Edições, 2007.

CLAVAL, Paul. Campo e perspectivas da geografia cultural. Revista Geographie et Cutures. Ano I, 1992, p. 7-38.

CORREA, Roberto Lobato. O espaço urbano. São Paulo: Ática, 2004.

COSTA, Stael de Alvarenga Pereira. O estudo da forma urbana no Brasil. Revista Vitruvius. Arquitextos. Ano 8, 2007. s/p.

COSTA, Stael de Alvarenga Pereira; GIMMLER NETTO, Maria Manoela. Fundamentos de Morfologia Urbana. Belo Horizonte: C/Arte, 2015.

DERENZI, Serafin. Biografia de uma ilha. Vitória: Prefeitura Municipal de Vitória, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, 1995.

ELTON, Elmo. Logradouros antigos de Vitória. Vitória: EDUFES: Secretaria Municipal de Cultura, 1999.

FREITAS, José Francisco Bernardino. Aterros e decisões políticas no município de Vitória: efeito cascata. In: SEMINÁRIO DE HISTÓRIA DA CIDADE E DO URBANISMO, 8, Anais... Rio de Janeiro: ANPUR, 2004, p.17.

KLUG, Leticia. Vitória: sítio físico e paisagem. Vitória: EDUFES, 2009.

LAMAS, José Garcia. Morfologia urbana e desenho da cidade. Fundação Calouste Gulbenkian e Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, 2001.

LYNCH, Kevin. A boa forma da cidade. Lisboa: Edições 70, 2007.

MACEDO, Silvio Soares. Produção da paisagem urbana contemporânea brasileira no final do século 20. Revista Paisagem e Ambiente: ensaios. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. São Paulo: FAU, n. 14, 2001. p. 143 – 170

MARX, Murillo. Cidade brasileira. São Paulo: Melhoramentos: Editora da Universidade de São Paulo, 1980.

MOUDON, Anne Vernez. Morfologia urbana como um campo interdisciplinar emergente. Revista de Morfologia Urbana.Rede Lusófona de Morfologia urbana.3 (1), 2015. p. 41-49.

NEMER, Luciana. Centro de Vitória: habitação social ontem e hoje. Serra: Editora Milfontes, 2018.

PRADO, Michele Monteiro. A modernidade e o seu retrato: imagens e representações das transformações da paisagem urbana de Vitória (ES) 1890 – 1950, 2002. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo). Universidade Federal da Bahia, 2002.

QUEIROGA, Eugênio. A megalópole e a praça: o espaço entre a razão de dominação e a ação comunicativa, 2001. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2001.

ROBBA, Fabio; MACEDO, Silvio Soares. Praças brasileiras. 3ed. São Paulo: Editora da USP, São Paulo, 2010.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Editora Hucitec, 1996.

VARGAS, Heliana C.; CASTILHO, Ana Luisa H. Intervenções em Centros Urbanos: objetivos, estratégias e resultados. Barueri, SP: Manole, 2006.

Publicado
2019-12-06
Seção
GT-8: Geografia histórica urbana