TRABALHO DE CAMPO: METODOLOGIA ESSENCIAL PARA O ENSINO DA CIDADE DE CACHOEIRAS DE MACACU E DO RIO MACACU

  • Victor Gabriel Monteiro e Souza UERJ/FFP

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar a importância da metodologia do trabalho de campo para estudo da cidade de Cachoeiras de Macacu e do rio Macacu no processo de ensino-aprendizagem dos estudantes de duas turma da 1ª série do Ensino Médio do curso de formação de professores do colégio Estadual Maria Zulmira Torres (Cachoeiras de Macacu-RJ), tendo como sujeitos do processo os próprios alunos. O trabalho de campo em questão, foi uma das metodologias utilizadas em uma sequência didática elaborada pelo autor no ano de 2015. Como resultados notou-se a importância do ensino da cidade, à luz da Geografia e do trabalho de campo, o que possibilitou (e ainda possibilita) uma aprendizagem significativa aos estudantes, pois ao trabalhar com as práticas educativas sobre a cidade articula mais o conhecimento do indivíduo.

Biografia do Autor

Victor Gabriel Monteiro e Souza, UERJ/FFP
Geografia: Ensino de Geografia

Referências

ABREU, M. A. Sobre a memória das cidades IN: CARLOS, A. F. A. SOUZA, M. L. SPOSITO, M. E. B. (Org.) A produção do espaço urbano: agentes e processos, escalas e desafios. 1 ed. 5ª reimpressão. – São Paulo: Contexto, 2017, p. 19-39.

ALENTEJANO, P. R. R. ROCHA-LEÃO, O. M. Trabalho de campo: uma ferramenta essencial para os geógrafos para os geógrafos ou um instrumento banalizado? IN: Boletim paulista de Geografia. São Paulo, p. 51-67, 2006.

AMANTINO, M. CARDOSO, V. M. Múltiplas alternativas: diversidade econômica da Vila de Santo Antônio de Sá de Macacu – século XVIII. IN: Revista de História Econômica & Economia Regional Aplicada. vol. 3, nº 5 Jul-Dez p. 77-106, 2008.

BATALHA, Jornal A. Uma Iniciativa monunmental do Presidente Getúlio Varga: O saneamento da Baixada fluminense analysado pela imprensa brasileira. In: Biblioteca Nacional Digital. Rio de Janeiro – 01/05/1938. p. 3. http://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=175102&pagfis=15051&url=http://memoria.bn.br/docreader# Data de acesso: abril de 2018.

BACHELLI, D. A potencialidade do trabalho de campo no ensino de geografia: a cidade e o urbano. IN: CASTELLAR, S. V. (Org.). Geografia escolar contextualizando a sala de aula. 1 ed. Curitiba-PR: CRV, 2014. p. 205-216.

CARDOSO, V. M. Fazenda do colégio: família, fortuna e escravismo no Vale Macacu – séculos XVIII E XIX. 1 Ed. Rio de Janeiro: Livre Expressão, 2013.

CARDOSO, V. M. Não criado, desmembrado ou emancipado. A atípica constituição de um município fluminense. In: Revista de Trabalhos Acadêmicos UNIVERSO São Gonçalo - Vol. 1 - Nº1 – 2016, p. 274 – 291.

CARDOSO, V. M. O problema do povo: a resistência da Câmara Municipal à erradicação da ferrovia em Cachoeiras de Macacu. IN: Revista Tessituras. n° 5, p. 133-147, 2015.

CARDOSO, V. M. Primeiras impressões: narrativas de três viajantes do século do XIX pelo Vale do Macacu. IN: Pesquisa & Educação a distância, v. 1, 2013, p. 1-28.

CAVALCANTI, L. S. A geografia escolar e a cidade: ensaios para o ensino de geografia para a vida urbana e cotidiana. 3ª ed. Campinas, SP: Papirus, 2012. Coleção Magistério Formação e Trabalho Pedagógico.

LAMEGO, A. R. O homem e a Guanabara. 2ª ed. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – Conselho Nacional de Geografia. 1964.

MACHADO, L. O. Gente do Caceribu, sua Geografia, sua História. 1998. Disponível em: http://www.retis.igeo.ufrj.br/wp-content/uploads/1998-gente-do-Caceribu-LOM.pdf. Data de acesso: abril de 2018.

MARRETTO, R. M. Cantagalo e Nova Friburgo: o desenvolvimento da cafeicultura escravista no contexto da segunda escravidão. IN: Anais do XXIX Simpósio Nacional de História, 2017, Anais... p. 1-10.

MORAIS, E. M. B. de. As temáticas físico-naturais e a cidade no ensino de Geografia. IN: SACRAMENTO, A. C. R. FRANÇA, C. da. FILHO, M. M. S. (Org.). Ensino de geografia: produção do espaço e processos formativos. 1ª. ed. – Rio de Janeiro: Consequência, 2015, p. 265-278.

PEREIRA, M. I. M. Estudando município de Cachoeiras de Macacu. 2ª ed. Graphexpress Gráfica e Editora LTDA, 2003.

SACRAMENTO, A. C. R. A mediação didática do estudo da cidade e o trabalho de campo: diferentes formas de ensinar Geografia. IN: CASTELLAR, S. V. (Org.): Geografia escolar contextualizando a sala de aula. 1 ed. Curitiba-PR: CRV, 2014. p. 103-117.

SANTOS, M. A Urbanização brasileira. 5ª ed. 3 reimpr. São Paulo: Editora Universidade de São Paulo, 2013.

SANTOS, M. Metamorfose do espaço habitado: fundamentos teóricos e metodológicos da Geografia. 6ª ed. 2 reimpr. – São Paulo: Editora Universidade de São Paulo, 2014.

SILVA, C. A. da. O fazer geográfico em busca de sentidos ou a geografia em diálogo com a sociologia do tempo presente. IN: SILVA, C. A da, CAMPOS, A. MODESTO, N. S. A. (Org.). Por uma geografia das existências: movimentos, ação social e produção do espaço. Rio de Janeiro: Consequência, 2014, p. 19-45.

SOUZA, V. G. M E. Bacia Hidrográfica do rio Macacu e a cidade de Cachoeiras de Macacu: formas de ensinar Geografia. 2018. 97f. Monografia (Licenciatura em Geografia) Faculdade de Formação de Professores. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. São Gonçalo, 2018.

Publicado
2019-12-08
Seção
GT-17: Geografia e Apropriação Urbana: Ensino de Cidade e das Comunidades Tradicionais