Transmissão cultural e mercantilização: uma etnografia da produção e comercialização de panelas de barro pelas paneleiras de Goiabeiras

  • Luiz Henrique Rodrigues

Resumo

Este artigo procura analisar a história das relações sociais da produção das Panelas de Barro de Goiabeiras junto ao grupo de artesãs conhecidas como “As Paneleiras de Goiabeiras”. Este trabalho debaterá o processo histórico, econômico e político da comercialização da panela de barro, um utensílio ícone da cultura capixaba. Descreverei e analisarei também o processo político de criação e organização da Associação das Paneleiras de Goiabeiras e suas relações com as instituições públicas e privadas. Por fim, tratará do reconhecimento do Oficio de Fazer Panela como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.
Publicado
2011-09-03
Seção
GT 9 – Memória Social e Transmissão Cultural