Geopolíticas e descolonização do conhecimento

  • Júlia Almeida

Resumo

Com o objetivo de refletir sobre as práticas de produção de conhecimento na atualidade, sobretudo a partir da perspectiva do pensamento latino-americano da descolonização, este trabalho investiga o lugar e a centralidade do conhecimento no contexto do capitalismo global ou cognitivo, apresenta as demandas de espacialização do conhecimento a partir da imbricação entre espaços, saberes e poderes, que resulta na noção de geopolíticas (plurais) do conhecimento, e percorre propostas de descolonização epistemológica estabelecendo um diálogo entre o pensamento descolonizador latino-americano (Walter Mignolo, Santiago Castro-Gómez) e a ecologia de saberes de Boaventura de Sousa Santos.  Nesse trajeto, é repensado o par colonialidade-modernidade à luz das implicações mais recentes das formas de pós-colonialidade do saber/poder.

Publicado
2011-09-03
Seção
GT 1 – Dinâmicas sociais, gramáticas emancipatórias e novos movimentos teóricos