Estudos etnobotânicos e dinâmicas socioambientais no Quilombo São José da Serra/RJ

  • Joyce Alves Rocha
  • Elza Neffa
  • Denise Daniel

Resumo

Este trabalho, realizado na comunidade quilombola São José da Serra - RJ/Brasil, busca apreender as ações antrópicas e as práticas sociais fixadas na paisagem ao longo do tempo. Tal percepção reflete o pensamento de Cosgrove (2004) e de Alcorn (1995) que permitem identificar os indicadores ambientais e culturais que alimentam, material e simbolicamente, a vida dos atores sociais dessa comunidade, cuja base da produção assenta-se no conhecimento botânico. A revisão bibliográfica e os procedimentos qualitativos adotados na pesquisa facultaram a percepção de que o saber empírico etnobotânico local demanda compreensão da realidade multidimensional e articulação de diversas percepções, a partir de estratégias etnometodológicas (Coulon, 1995). Essa abordagem permite a construção de um plano de ação na perspectiva de nortear a elaboração de propostas que embasem políticas públicas socioambientais sustentáveis.

Publicado
2011-09-03
Seção
GT 1 – Dinâmicas sociais, gramáticas emancipatórias e novos movimentos teóricos