A identidade funkeira e a luta contra a incriminação e discriminação da juventude pobre a partir do funk

  • Vanderlei Cristo Mendonça

Resumo

Esse artigo é resultante de constatações iniciais de nossa pesquisa sobre o processo de construção e estigmatização da identidade funkeira. Buscamos aqui compreender o processo de construção das representações do funk nas classes sociais mais abastadas, o processo de construção das identidades como processo de busca por reconhecimento e o processo de estigmatização contextualizada dessas identidades, que contribui para aprofundar o processo de exclusão social.

Publicado
2011-09-03
Seção
GT 1 – Dinâmicas sociais, gramáticas emancipatórias e novos movimentos teóricos