Juventude, religiosidade e o “tempo livre”: Formas de sociabilidades efetivadas por jovens universitários

  • Carine Lavrador de Farias
  • Manuela Vieira Blanc

Resumo

Esta pesquisa visou compreender a relação entre a vivência da juventude e as práticas religiosas, focalizando as formas de sociabilidade juvenil, sobretudo aquelas efetivadas   por   estudantes   universitários.   O   estudo   foi   realizado   em   Campos   dos Goytacazes - RJ. Recorreu-se a observação participante, por permitir atingir dimensões não evidenciadas nos momentos de interlocução direta, e a entrevista em profundidade, buscando acessar os valores e os sentidos viáveis ao entendimento do ethos estudantil. Ao   considerar   o   período   estudantil,   indagou-se   se   e   como   os   valores   religiosos influenciaram   o   estabelecimento   das   convivências   e   interações   afetivo-sexuais estabelecidas pelos estudantes no novo espaço de moradia, em contraposição à casa familiar. Portanto, questões como sobrevivência material, o “tempo livre” e religião integram o campo de possibilidade da experiência juvenil.

Seção
GT 8 – Redes e estilos de sociabilidades urbanas juvenis: conflito e comprometimento